quarta-feira, maio 31

Atenção aos produtos que compram...

MAIS UM PRODUTO A EVITAR PARA A NOSSA BOA SAÚDE!
Devem procurar o nome do composto em inglês: Sodium Laureth Sulfate.Aos produtos abaixo identificados juntam-se o gel de banho da Sanex, os sabonetes líquidos do Carrefour e Feira Nova (produtos brancos) e o shampoo da Dove. Verifiquem se entre os ingredientes do champoo que usamhá uma substância chamada "Lauril Sulfato de Sódio" ou LSS. Esta substância faz parte da composição da maioria dos champôs pois os fabricantes utilizam-na por ela produzir muita espuma a baixo custo. No entanto o LSS é usado para lavar chão de oficinas (é umdesengordurante). Verifiquei que o champô Vidal Sassoon não tem LSS, mas outras marcas como: VO 5, Palmolive, Paul Michell, Organics, Revlon Flex, Dimension o novo HernoKlorane champô, e muitas, muitas outras, contêm estasubstância.Ligou-se para um destes fabricantes,e foi-lhes dito que eles estavam a usar uma substância cancerígena. Eles concordaram com a afirmação, masdisseram que não podiam fazer nada pois precisavam dela para produzir espuma.A pasta dentífrica Colgate (bubbles) também contém LSS. Várias pesquisas têm mostrado que nos anos 80 a probabilidade decontrair cancro era de 1 em 8000 e nos anos 90 era de 1 em 3, o que é bastante grave.Espero que tomem esta advertência com seriedade e a partilhem com as pessoas que conhecem, talvez possamos parar de "espalhar" por aí o"vírus" do cancro, evitando comprar champôs que contenham o LSS-Lauril Sulfato de Sódio, até que os seus fabricantes tomem a providência de substituir este componente por outro que não prejudique a saúde dos seusconsumidores.Por favor passem esta informação para o maior número possível de pessoas que isto não se trata de uma corrente, mas de uma preocupação com a nossa saúde."
Faculdade de Ciências e Tecnologia
Universidade Nova de Lisboa
Dra.Catarina Roriz

Difícil conduzir em Albufeira

Recebi do meu Amigo Ricky...
Posted by Picasa

terça-feira, maio 30

José António Barreiros lança o seu último livro, "Nathalie Sergueiew", em Faro, no Clube Farense, no próximo sábado, dia 3, pelas 18,30 Hs. Num projecto cultural que em breve abrirá um espaço aqui em Faro,conta com a colaboração da nossa conterranea Liliana André (Teles Palhinha). O projecto chama-se O Mundo em Gavetas e pode ser consultado em www. o mundoemgavetas.com!
(Clique na imagem para aumentar)
 Posted by Picasa

America vs. Portugal

Recebi de J.Franco e divulgo

American said:"We have George Bush, Stevie Wonder, Bob Hope, and Johnny Cash."

Portuguese said: "We have Jose Socrates, no wonder, no hope, and no cash."

segunda-feira, maio 29

205. Sem comentários aqui fica Luís Represas a interpretar Timor.mp3

Timor. O sangue continua a correr....

 Posted by Picasa

domingo, maio 28

Portugal eliminado....

A selecção nacional de sub-21 foi afastada do Europeu de futebol, este domingo, apesar de ter vencido a Alemanha, por 0-1. As derrotas frente à França e Sérvia e Montenegro, não garantiram a classificação para continuar na prova. Posted by Picasa

Portugal! Portugal! Portugal!

204. Depois do "fiasco" que foi a selecção nacional de sub-21 no Europeu, toda a nossa expectativa vai agora para o Mundial 2006! Quero acreditar que vai ter um comportamento bem mais digno! Também, pior não pode ser......Entretanto encontrei esta música interpretada pelo meu Amigo e camarada de armas (estivemos juntos na tropa), Zé Reza, que é um hino de apoio à equipa de Portugal(http://www.scotlandia.com/Portugal32.mp3)! Espero que a letra venha a condizer com os resultados...

Açores em Faro

Foi mera coincidência a publicação, ontem, aqui no "Faro este", de posts sobre os Açores, no dia em que uma larga comitiva daquele arquipélago esteve em Faro! Vários acontecimentos durante todo o dia e um concerto por uma excelente banda, fundada há mais de 100 anos por um padre algarvio que exerceu nos Açores, no Jardim Manuel Bívar, para encerrar as festividades! Como tenho costela açoreana, pois o meu Avô era de S. Miguel, não podia passar sem registar a presença dos Açores em Faro!
Posted by Picasa

Rteliquías

No 2º. Domingo do mês os "colecionadores de reliquías motorizadas" juntam-se no Largo. de S. Francisco! No último "encontro" esteve presente esta mota que fazia a distribuição do correio entre as várias unidades militares... Posted by Picasa
Um velhinho Porsche que ligou Chaves - Faro.
 Posted by Picasa

Almoço da Família Cabeçadas

 Posted by Picasa

Almoço da Família Cabeçadas

 Posted by Picasa

Família Cabeçadas

Ontem tive almoço de família! Foi giro conhecer novos familiares, rever outros e ainda recordar alguns que já foram! Estávamos cerca de 250 pessoas para um total de cerca de 900 que parece ser neste momento o número encontrado!Uma das organizadoras apresenou a "árvore genealógica" da família tendo conseguido chegar ao ano de 1782! Tudo começou em S.Romão/S.Brás de Alportel!Aqui nasceu a família Cabeçadas.....
 Posted by Picasa

A estrada mais longa....

Faro teve a baixa animada ontem à noite!
Cerca de 50 viaturas chamadas "clássicos" ( carros com mais de 25 anos) chegaram a Faro ao princípio da noite,provenientes de Chaves utilizando a EN 2 , a estrada mais longa do país! Fizeram as tais 365 curvas da Serra do Caldeirão!
E chegaram......
Posted by Picasa
AÇORES...
Posted by Picasa

Breve História dos Açores

Os Açores, oficialmente designados por Região Autónoma dos Açores, são um território autónomo da República Portuguesa, sito no Atlântico nordeste, dotado de autonomia política e administrativa consubstanciada no Estatuto Político-Administrativo da Região Autónoma dos Açores. Os Açores integram a União Europeia com o estatuto de região ultraperiférica do território da União, conforme estabelecido no artigo 299.º-2 do Tratado da União Europeia.
Os Açores são um arquipélago que, embora situado precisamente sobre a Dorsal Média Atlântica, devido à sua proximidade com o continente europeu e à sua integração política na República Portuguesa e na União Europeia é geralmente englobado na Europa.
O arquipélago situa-se no nordeste do Oceano Atlântico entre os 36º e os 43º de latitude Norte e os 25º e os 31º de longitude Oeste. Os territórios mais próximos são a Península Ibérica, a cerca de 2000 km a leste, a Madeira a 1200 km a sueste, a Nova Escócia a 2300 km a noroeste e a Bermuda a 3500 km a sudoeste. Integra a região biogeográfica da Macaronésia.
O arquipélago dos Açores é constituido por nove ilhas principais divididas em três grupos distintos:
Grupo Ocidental
Corvo
Flores
Grupo Central
Faial
Graciosa
Pico
São Jorge
Terceira
Grupo Oriental
Santa Maria
São Miguel
A sua localização na zona central do Atlântico Norte, fez com que as ilhas açorianas constituíssem durante séculos uma autêntica encruzilhada nas rotas transatlânticas.
Politicamente os Açores são desde 1976 uma região autónoma integrada na República Portuguesa. A Região Autónoma dos Açores é dotada de governo próprio e de uma ampla autonomia legislativa, consubstanciada na Constituição da República Portuguesa e no Estatuto Político-Administrativo da Região Autónoma dos Açores. Os órgãos de Governo próprio são a Assembleia Legislativa, um parlamento unicamaral composto por 52 deputados eleitos por sufrágio universal e directo cada quatro anos (última eleição a 17 de Outubro de 2004), e o Governo Regional, de legitimidade parlamentar, composto por um Presidente do Governo, um Vice-Presidente, e por 7 Secretários Regionais. A República Portuguesa é especialmente representada nos Açores por um Representante da República, nomeado pelo Presidente da República.
203. Depois de termos andado pelas antigas colónias portuguesas e de termos ido até à Madeira, chegou a vez dos Açores! S. Miguel; Ponta Delgada - Pezinho Velho é um tema popular bem conhecido.

sábado, maio 27

Trabalho Infantil

Recebi por email e divulgo
crianças portuguesas, na região de Felgueiras, que cosem à mão sapatos para a Zara. A situação é denunciada numa reportagem divulgada, este sábado, pelo jornal «Expresso» e pela revista que o acompanha, a «Única».
O jornal conta o caso de dois irmãos, de 11 e 14 anos, que cosem à mão dezenas de sapatos. Recebem 40 cêntimos por cada par e chegam a cozer entre 100 a 160 pares de sapatos por dia. Na reportagem assinada por Hugo Franco, conta-se que o fenómeno «alastra por várias freguesias rurais de Felgueiras, muito afectadas pelo desemprego».
A Inditex, proprietária da Zara, já reagiu à descoberta. Através do gabinete de Comunicação, a empresa espanhola promete ser implacável com a empresa subcontratada, que por sua vez subcontratou o trabalho às famílias.
«Vamos confirmar primeiro, mas, a ser verdade, a Inditex será implacável. Essa fábrica deixará de trabalhar para o nosso grupo», assegura a multinacional espanhola.
O «Expresso» escreve que a Inditex «já mostrou cartão vermelho a algumas empresas portuguesas, pelos mesmos motivos». «Só no último ano, 400 empresas externas de vários pontos do Globo deixaram de trabalhar para nós, por violarem o código de conduta da Inditex sobre trabalho infantil, liberdade de associação, saúde e segurança, ou meio ambiente», acrescenta ainda o responsável do gabinete de Comunicação da Inditex.
Quem também promete estar atento a esta situação é Joaquina Cadete, responsável pelo Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI). Em declarações à Agência Lusa, a responsável afirmou que os técnicos do PETI «vão ter uma negociação pura e dura com esta família, alertando, nomeadamente, para os riscos de insucesso escolar das crianças em causa». A família citada na reportagem vai passar assim a ser acompanhada, mas Joaquina Cadete lembra que, uma vez que as situações se passam em casas particulares, os técnicos do PETI só podem actuar se forem feitas denúncias.

sexta-feira, maio 26

Bom Fim de Semana...
 Posted by Picasa
202. Em noite de CheSsenta Bar, deixo aqui mais um tema dedicado a Che Guevara" Respeto al Che Guevara.mp3"! Desconheço o intérprete, mas é música cubana com a qualidade habitual!

quinta-feira, maio 25

Campeonato da Europa de Sub-21

Vamos lá a enrrolar a bandeira...
 Posted by Picasa

O Código Carrilho

Recebi e divulgo...
"Há várias pistas que nos levam a descobrir quem tramou Carrilho na
corrida a Presidente da Câmara de Lisboa.
Está tudo no livro "Sob o
signo da Verdade"... mas codificado em paralelo com o livro de Dan Brown"Código Da Vinci".
E se não acredita... verifique...

1ª Pista
O filho de Carrilho chama-se Dinis.
O Rei D. Dinis morreu com 46 anos.
Pág. 46 do Código Da Vinci:
Aparece a palavra "Portugal".

2ª Pista
A palavra Carrilho tem 8 letras.
Avançamos 8 páginas.
Pág. 54 do Código Da Vinci:
Aparece "campanha da difamação".

3ª Pista
O livro de Carrilho tem 207 Páginas
Pág. 207 do Código Da Vinci:
Aparece "Toda a gente adora uma conspiração".

4ª Pista
Clara Ferreira Alves foi muito criticada por Carrilho e aparece no livro
de Carrilho na página 167 Pág. 167 do Código Da Vinci:
Aparece "A preciosa verdade perdeu-se para sempre".

5ª Pista
Emídio Rangel é apoiante de Carrilho e aparece na página 78 do livro de
Carrilho.
Pág. 78 do Código Da Vinci - aparece o recado de Rangel para Carrilho
"Professor... as consequências poderiam ser desastrosas para si."

6ª Pista
Quem tramou realmente Carrilho ?
O filme de Carrilho na campanha tinha 13 minutos.
Somamos à página 78, os 13 minutos do filme e vamos para a página 91
Pág. 91 do Código Da Vinci Aparece "P.S. - P.S. - P.S."

E como diz o outro... Isto é mesmo verdade, não é só publicidade!
Afinal não deviam ter feito o filme "O Código Da Vinci", mas sim
"O Código de Carrilho".

quarta-feira, maio 24

Ainda o 11 de Setembro

Vejam este filme sobre o assunto.....
Cliquem aqui >>http://www.pentagonstrike.co.uk/pentagon_bp.htm#Main
CUBA...
Mais fotos em--->http://www-user.tu-chemnitz.de/~jeng/gallery_cuba.htm
 Posted by Picasa

Música dedicada a uma leitora cubana do "Faro este"

201. Aqui estamos de novo em Cuba. Este país é um infindar de boa música! Acho que os cubanos têm um qualquer "génese musical" dentro deles! "Já nascem com a música nas veias"!
Fica aqui o tema "cuba.mp3" interpretado por Ramon... Esta música vai com uma dedicatória muito especial para a Teresita!

terça-feira, maio 23

Problemas...

Uma "outlookóvirose" vai-me obrigar a mandar formatar o "zingarelho"! Mas não se vêm livres de mim, não, pois pelo menos ao "Faro este" tenho que vir diáriamente para não correr o risco de "ser despedido por faltas injustificadas"! Seria mais um no desemprego...No mínimo a música não vai faltar!
Assim, aqueles a que costumo enviar uns mails não estranhem a ausência! Vamos ver se a intervenção é rápida!
Posted by Picasa

Força Portugal

200. Começa hoje em Portugal o Campeonato da Europa de Futebol de Sub 21! É o "aperitivo" para o Campeonato do Mundo que aí vem! A expectativa é grande quanto ao desempenho da equipa de Portugal! Recordando o espectáculo que foi em 2004 o Campeonato da Europa aqui disputado, fica aqui o tema composto propositadamente para o acontecimento e interpretado por nellyfurtado_forca.mp3! FORÇA !!!

domingo, maio 21

Sinistralidade Rodoviária (6)

Radar! "Não é por aqui que irá baixar a sinistralidade..."
Posted by Picasa

Sinistralidade Rodoviária (5)

Simulacro de desencarceramento. Posted by Picasa

Sinistralidade Rodoviária (4)

 Posted by Picasa

Sinistralidade Rodoviária (3)

 Posted by Picasa

Sinistralidade Rodoviária(2)

 Posted by Picasa

Sinistralidade rodoviária.(1)

Está patente no "Forum Algarve" uma acção que pretende sensibilizar a população para a sinistralidade rodoviária! Ficam as imagens....
 Posted by Picasa
MADEIRA...
 Posted by Picasa

Breve História da Madeira

Há trinta e cinco milhões de anos uma erupção vulcânica, fez nascer uma ilha no Oceano Atlântico. Da lava ergueram-se espectaculares montanhas cobertas de densa floresta e luxuriante vegetação. Perante este cenário deslumbrante os descobridores não tiveram dificuldade em escolher o seu nome, Ilha da Madeira.
Foi em 1419, a mando do Glorioso Infante D. Henrique "O Navegador", o Arquipélago da Madeira, que já era citado em 1350 no Libro del Conoscimento e representado em mapas italianos e catalães do século XIV, foi redescoberto por João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, com o fim de suprir as crónicas deficiências do Reino em cereais e também para que servisse de apoio à expansão marítima de Portugal.
Assim, desde o século XV, a Madeira desempenhou um importante papel nas grandes descobertas portuguesas, tornando-se também famosa nas ricas rotas comerciais que ligavam o porto do Funchal a todo o Mundo Atlântico.
Foi também na Madeira e no Porto Santo que o mercador Cristóvão Colombo aprofundou os conhecimentos da arte de navegar e planeou a sua célebre viagem para a América.
Após o Arquipélago ser dividido pelas capitanias do Funchal, de Machico e do Porto Santo, iniciou-se em 1425 o povoamento organizado e durante algumas dezenas de anos a produção cerealífera foi um factor de riqueza e crescimento, chegando os madeirenses a explorar 150 grandes fazendas, que produziam mais de 3.000 moios de trigo, na sua maior parte exportado para o continente e para as feitorias portuguesas do litoral Sacariano e Guineense.

Todavia, a partir dos últimos decénios do século XV, a Coroa e os dirigentes insulares passaram a dedicar-se, predominantemente, ao cultivo da cana-de-açúcar e à exportação do "ouro branco" para toda a Europa; sendo utilizados escravos nos trabalhos dos canaviais e engenhos, trazidos das feitorias portuguesas de África.
O primeiro engenho mecânico movido a água foi inventado pelo madeirense Diogo de Teives, o que determinou um forte aumento da produção, que em 1506 chegou a atingir as 230.000 arrobas anuais.
Este ciclo do esplendor açucareiro foi a época de maior desenvolvimento económico e cultural da Madeira, que se tornou conhecida em todo o Mundo civilizado.

Ainda hoje os nossos museus guardam abundantes e preciosas obras artísticas desse período e os madeirenses orgulham-se do Museu de Arte Sacra do Funchal possuir uma das mais representativas colecções mundiais de pinturas flamengas, provenientes de Bruges, Antuérpia e Malines.
Também ainda restam notáveis testemunhos arquitectónicos, tais como a Sé do Funchal a Igreja e o convento de Santa Clara, as Igrejas da Calheta, de Santa Cruz e de Machico, as capelas dos Reis Magos, da Encarnação e do Corpo Santo, bem como alguns vestígios da Alfândega Velha e janelas manuelinas guardados no Museu da Quinta dos Cruzes.
Porém, a partir dos últimos decénios do século XVI, a exportação do açúcar sofreu forte recessão, determinada pela quebra da produtividade dos solos, pelas doenças que contaminaram os canaviais e sobretudo pela baixa dos preços resultantes da concorrência do açúcar produzido no Brasil, onde os madeirenses tinham introduzido as técnicas e até mão-de-obra especializada.
Assim, durante grande parte do século XVII, o Arquipélago da Madeira sofreu uma crise económica e social, muito embora o porto do Funchal mantivesse o tráfego comercial para África, América Índia e também tivesse importância a exportação de doçarias e da famosa casquinha feita a partir do limão, da cidra e doutros frutos cristalizados numa calda de açúcar.
Em 1580 Portugal e a Madeira ficaram sobre o domínio de Castela. Todavia em 1640 foi restaurada a independência, seguida do casamento da nossa Infante D. Catarina de Bragança com Carlos II da Inglaterra.
Foram então outorgados diversos contratos com os britânicos que favoreceram a exportação dos Vinhos Madeira para Inglaterra, Índias Ocidentais e colónias inglesas da América; e a partir dos últimos decénios do Século XVII, a Madeira conheceu outro período de crescimento económico e cultural, sendo que o seu excelente vinho voltou a tornar a Ilha famosa em todo o Mundo.
Rapidamente a produção alcançou as 45.000 pipas, das quais eram exportadas uma média de 30.000 pipas anuais.
Esta prosperidade do chamado ciclo da vinha, reflectiu-se também nas Artes e na Arquitectura.

Construíram-se as típicas residências dos séculos XVII e XVIII, com os seus "óculos de cantaria", varandas de ferro forjado, torre, mirantes, balcões e o lagar cocho no rés-do-chão; das quais ainda hoje abundam belos exemplares nas ruas dos Ferreiros, Bispo, Santa Maria e ainda nalgumas quintas dos subúrbios do Funchal.
Ao mesmo tempo nas Igrejas, Capelas e Solares, assistiu-se à afirmação do gosto barroco e da talha dourada, sobre o gosto flamengo e o mudejarismo, de que escolhemos como exemplo a Igreja de S. Pedro e a fascinante Igreja do Colégio edificadas no Funchal.
Todavia, a partir dos primeiros anos do Séc. XIX, o Arquipélago da Madeira voltou a conhecer outra recessão económica, em virtude do fim das guerras napoleónicas e a consequente restauração da paz na Europa, tendo-se modificado os hábitos de muitos consumidores ingleses, que passaram a preferir o xerêz e os vinhos do Porto; tudo agravado pelas epidemias do oídio e da filaxera que destruíram grande parte das plantações de vinha madeirense.
Com a vitória dos ideais liberais contra o absolutismo, as novas autoridades madeirenses realizaram reformas económicas para lutar contra a crise e encetaram a construção das maravilhosas levadas do Rabaçal, do Juncal, do Furado e da Feijã dos Vinháticos.
Com esse aumento do regadio, cresceu a produção de cereais e de outros produtos alimentares e os madeirenses voltaram a desenvolver plantações de canaviais e a incrementar a exportação do açúcar e da banana.
Ao mesmo tempo foi-se desenvolvendo a produção e exportação dos célebres bordados madeirenses e dos típicos móveis e cestos de vimes.
Finalmente a indústria do Turismo também cresceu bastante, inicialmente através do Turismo Terapêutico. De facto, a partir de meados do Séc. XIX, uma série de médicos ingleses e alemães, recomendaram a amenidade do clima madeirense, como um possível remédio para as doenças pulmonares e muitas pessoas procuravam o Arquipélago da Madeira .
Depois e já no nosso Século, com a construção do aeroporto, com o aumento do porto de abrigo e com a construção de estradas ligando todas as regiões da Madeira, desenvolveu-se o Turismo Industrial e hoje a Madeira é conhecida em todo o mundo pela diversidade das suas espantosas belezas naturais, pelo magnífico clima e sobretudo pela excelente qualidade dos serviços turísticos e da simpatia da sua população.
199. No regresso a Portugal, depois dum passeio pelas ex-colónias portuguesas, chagamos à Madeira! O folclore da Madeira é rico mas o tema mais conhecido é "O Bailinho da Madeira" (http://www.guia-madeira.net/madeira/folclore/bailinho.mp3) aqui interpretado pelo saudoso Max!

sábado, maio 20

Paulo de Carvalho
 Posted by Picasa

Paulo de Carvalho - 44 anos a cantar.

Hoje comprei o CD comemorativo dos 44 anos de carreira de Paulo de Carvalho! Conheci-o há uns 40 anos nos "Artistas"! Sim! Aqui em Faro! Naquele tempo todos os sábados havia festa, diga-se baile, que no verão era na esplanada lá atrás e no inverno no salão! Na altura Paulo Carvalho actuava com "Os Sheiks" e eu, que também andava naquelas lides, não podia perder a hipótese de o conhecer!"Foi conversa de mestre para aprendiz"! Talvez por isso acompanhei sempre, de perto, a carreira deste cantor! Tem uma boa mão cheia de canções que nunca morrerão!E Depois Do Adeus, Paulo de Carvalho, 1974 fica ligada à história de Portugal! Foi a 1ª. senha do 25 de Abril!
Mas temas como "Meninos de Huambo, Nini dos meus 15 anos, 10 Anos, Flor sem Tempo..." e tantos outros nunca mais se apagarão da música portuguesa! Parabéns Paulo de Carvalho!
Bandeira Humana (de mulheres) no Jamor.
 Posted by Picasa