quarta-feira, janeiro 17

Os 10 Grandes Finalistas

Fernando Pessoa * Vasco da Gama * Afonso Henriques *Álvaro Cunhal * António de Oliveira Salazar * Aristides de Sousa Mendes * Infante D. Henrique * D. João II * Camões * Marquês de Pombal

São estes "os finslistas do concurso da RTP, 100 Grandes Portugueses"!
Numa primeira análise, feita de forma muito "ligeira", direi que é triste saber que Portugal nunca teve uma "Mulher Grande ou Grande Mulher"!
Será que nem a "Padeira de Aljubarrota, nem Amália Rodrigues, nem Rosa Mota, nem Catarina Eufémia, nem Florbela Espanca, nem Natália Correia, nem Maria de Lurdes Pintassilgo, nem a Rainha D. Leonor, nem Sophia de Mello Breyner, nem....." não são merecedoras de constar nesta lista de finalistas? Talvez não pois o nosso machismo não admitiria semelhante coisa!
Por outro lado, já não há Grandes Portugueses vivos! "Os 10 magníficos já todos disseram adeus ao seu Portugal"! Vai-se "eleger" um morto! Será que isto quer dizer que o nosso país está vazio de valores? Que a crise é grande todos sabemos, mas ao ponto de não haver um português vivo que possa concorrer com os mortos...?! Oh! Portugal, Portugal!
Por fim, há indicadores que apontam que o vencedor sairá da "luta entre Salazar e Cunhal...."
Que a militância dos comunistas é um "forte argumento", associado ao facto de Cunhal ter sido o último a morrer e portanto os eleitores manterem ainda uma "imagem viva" deste político, poderá justificar que ele seja o eleito!
E Salazar? Quem está por detrás da sua votação? Não há militância que leve a votar nele! Não há imagem, nem boa nem má, que tenha ficado na retina dos portugueses! Não há, aparentemente, nada que justifique votar nesta figura! Será que a votação neste "símbolo" é uma votação pela negativa querendo dizer que os portugueses estão desiludidos e conformados com o caminho que Portugal tomou?
Responda quem souber....
A música chama-se Desencanto

3 comentários:

Anónimo disse...

A extrema Direita votou em força no Salazar para mostrar que foi alguém que não podemos esquecer como grande estadista. Para a malta nova que não conheceu esses tempos de miséria ainda vá lá. Mas para os dois milhões de portuguesesque tiveram de fugir de cá para não morrer à fome, para a malta estropiada da Guerra Colonial, e para etc. etc....a teoria não serve. Aliás é impossível dizer-se quem foi o maior português já que houve centenas de portugueses cada um à sua maneira com imenso valor. Eu não voto em ninguèm. Aprecio tanta gente ! Boa noite . Um abraço daqui do Tó. C.

Anónimo disse...

Quando no ano 2000 a revista Visão lançou um desafio: o de se votar na figura mais emblemática do século XX, ganhou António de Oliveira Salazar. Compreendi o resultado e até cheguei a concordar, pois para o bem ou para o mal foi inevitavelmente a figura que mais marcou o nosso País desde a década de 30 até aos inícios de 70. As pessoas criticaram tais resultados e houve quem não compreendesse o objectivo de tal eleição nem mesmo a questão que tinha sido colocada: a de uma figura que tivesse marcado o século XX.
Desta vez temos um canal televisivo, RTP, a lançar-nos um outro desafio, o de elegermos os grandes portugueses. Convinhamos que a questão é outra e que desta vez não consigo, de todo, compreender como se pode considerar tal figura como um grande português. Será que temos memória curta ou afinal há mesmo quem tenha gostado de tal regime e que gostaria de o voltar a viver?

Anónimo disse...

... eu também não votei ... conscientemente não o fiz...entre a minha paixão por PESSOA, a adoração plo Zeca Afonso e a admiração pla Amália ... pra não falar da simpatia por uma Catarina Eufémia ... etc ... etc... afastei-me do caso :) ... mas triste vejo que o deixei em mãos duvidosas ...
:))