sexta-feira, janeiro 2

2009 - ANO DE PROMESSAS

No primeiro "post" de 2009, ano em que irão decorrer trâs actos eleitorais, venho alertar para a "chuva de promessas" que aí vêm!
E se para as eleições europeias não costuma haver muitas promessas, porque nenhum candidato pode prometer nada porque quem manda é Bruxelas, já para as legislativas e sobretudo para as autárquicas, vamos ser brindados com toda a espécie de (falsas) promessas!
Devo confessar que sou um desiludido político, pelo que as eleições que ainda mexem comigo são as autárquicas!
Pelo menos sabemos quem são "os mentirosos" e temos alguma hipótese de os confrontar com as promessas que fizeram e não cumpriram!
Daí que gostaria que os candidatos que irão concorrer às autárquicas na nossa terra, fossem, no mínimo coerentes sem prometerem o que sabem que não podem (nem querem) cumprir!
Se eu fosse candidato garanto-vos que não prometeria nada, excepto trabalho, dedicação, seriedade...
Agora ouvir-mos os senhores dizer que irão arranjar a estrada A , irão criar habitação social para os necessitados, dizerem que na Praia de Faro nem uma casa irá abaixo, que as acessibilidades irão mudar radicalmente, que a saúde será também para os pobres, que a limpeza e manutenção dos (poucos) espaços verdes será preservada, que os transportes citadinos irão ser reforçados, que o S.C.Farense terá todo o apoio, que a construção irá ser equilibrada e dentro dos parâmetros que mais interessam à cidade e não aos construtores, que a cidade velha irá ser recuperada e dinamizada, etc., etc., etc.,...
Por favor, não façam promessas! Trabalhem com honestidade!
E não se esqueçam, porque logo que são eleitos passam a sofrer de amnésia, que os eleitores não servem só para colocar o voto na urna! Têm todo o direito a ser ouvidos, a apresentar os seus problemas, a serem esclarecidos, a verem soluções concretizadas!
Sejam humildes e atendam os utentes!
Ninguém vai à Câmara para passar o tempo! Recebam as pessoas e saibam ouvir!
Criem condições para fazerem o minímo que vos é exigido que é dar respostas aos cidadãos que se dirigem à autarquia!
Haja diálogo, frontalidade, honestidade, abandonando o nim, e dizendo sim ou não justificando o porquê!
Responsabilizem os técnicos e exigam que produzam o que é normal! Sabe-se de muitas coisas que se passam nos corredores da Câmara!
Acabem com isso e criem uma verdadeira equipa!
Porque uma coisa é certa! Quem quer que seja o eleito, sózinho nada fará!
Formem uma equipa, com todos a jogar para a vitória!
No dia em que isso fôr conseguido, não tenho dúvidas que a autarquia passará a produzir muito mais em quantidade e qualidade!
Vamos fazer votos para que isto aconteça já que sonhar, por enquanto, não paga imposto!

8 comentários:

Anónimo disse...

Ja la diz o velho " a esperança 'e a ultima coisa a morrer. Em que pais é que vives, Pedro?
Não te preocupes que vai ficar tudo arranjado - entre eles - tudo em ordem - para eles - e que a gente cá vai continuando à espera. Ainda não estamos em Africa mas o Estreiro de Gibraltar e´stá cada vez mais estreito. Um bom ano
Zé Francisco

Anónimo disse...

Pecaas, nestas eleições autárquicas vamos assistir a uma chuva de promessas do Vitorino (nenhuma casa nas ilhas vai a baixo, ponte com duas faixas para a praia, habitação para os ciganos, arrependimento por tratar mal os municipes....) o Apolinário vai prometer que vai acabar a bandalheira nos serviços da câmara, vai começar a fazer obra, vai pagar as dividas, vai correr com o Augustus, vai deixar a Igreja construir nas Almas, o Moto Clube fazer a concentração onde quiser, a moagem vai ser o Faro Trade Center, vai trazer o Berardo, o Gulbenkian, o Infante, o Coelhone epor fim peçam o que quiserem que ele promete dar.Não se esqueçam dos vinte boys que ele tem na câmara prontos a fazer campanha capitaneados pelo verdadeiro politico da câmara, o LG ou o FM.
Quanto ao macário, além do cumprimento das regras da lei da natureza (praias) aprovadas pelo Sócrates, sabemos que ele põe a malta da câmara a trabalhar, tem obra feita, é respeitado, mas temos que esperar para ver se ele vai a reboque do regabofe de promessas do Apolinário.
O CARECA

marceano disse...

Tema candente.
Tanto que o é que será difícil, pelos vistos, emitir uma opinião séria, a sério.
Uns porque o anonimato não preenche o conteúdo.
Outros porque terão medo das retaliações..na profissão.
O velho medo inquisitorial..
Outros porque ainda não leram o post. Hoje é sexta e as festas foram recentes.
Mas tenho a certeza que muita gente boa vai opinar.
Chamo a tal as pequenas áreas de influência pública: O comentário, o voto.
Não serão assim pois tão pequenas como tal. São as maiores!!
Mais, pequenos serão os medos de aldeia...jogos perversos do poder político. Em pleno século XXI...!!

Convido a "malta" a visitar o post de 31/Dez do blog "josé maria martins". Depois conversamos, se tal aprouver as vontades.
Os advogados, enquanto profissionais, tanto defendem um criminoso como um inocente. É a profissão que escolheram.
Não impede que sejam seres humanos, sobretudo habituados a pensar, mais ainda, a defender o que pensam.
Certamente que este post de hoje irá derramar "oceanos" de conversa, até Setembro próximo.
Bem hajam e, força, pensemos.!!
Bom Ano. Cumprimentos.

Anónimo disse...

Força Macário cale esta gente toda,só você sabe como fazer esta gente entrar na linha. Chicote e redea curta è mais eficaz.Rua para quem não alinhar.

Anónimo disse...

Ficámos todos a saber pelo Careca que só o Macário consegue pôr o pessoal a trabalhar( na Câmara bem entendido) que é um homem, coitado que tem de cumprir as leis do Sócrates, que é o único politico sério do Algarve e Norte de África com excepção do Estreito de Gibraltar, enfim um homem que já devia, mesmo em vida, ser homenageado de norte a sul do país. Dá gosto ler comentários sem qualquer fervor partidário como o do Snr. Careca. Que lhe nasça muito cabelo são os meus votos. Quer melhor praga ? Augusto

Anónimo disse...

À semelhança do Zé Francisco também eu digo que o Estreito de Gibraltar está cada vez mais estreito o que quer dizer que cada vez o pessoal passeia mais. Ele é de avião, de comboio e de carrinho. Os carrinhos aí na estrada são todos à terceiro mundo. Basta fazer uma viagem para Lisboa para ver os milhares de carros que passam por nós ( todos a caír aos bocados). A Guia, O Forum e mais uns quantos estão sempre a abarrotar tudo por causa da crise e desse homem sem coragem alguma que se chama Socatres. Posto isto só tenho a desejar que este ano todos os Zés Franciscos consigam saír de casa para comer qualquer coisinha
(ao Restaurante não), que eles estão cheios e pagam-se bem, mas assim para a porta da Câmara de Tavira que é onde toda a gente enche a mula e consegue sobreviver às agruras desta vida onde não há saldos, nem festanças, nem concertos, nem desfiles de modas, nem coisa nenhuma... Olha acordei agora Zè Francisco. Desculpe lá qualquer coisinha homem. Alfredo

Anónimo disse...

Olá...
Por falar em limpeza...

Para quando...

1 - uma limpeza a sério nas ruas?
2 - um arranjo do elevado número de casas que se encontram em ruinas?
3 - a limpeza da zona grafitada junto à linha de ferro?
4 - a limpeza da doca junto ao coreto e aos bombeiros?
5 - a recolha dos animais abandonados?
6 - uma limpeza e recolha mais eficiente junto dos contentores?
7 - o cuidado com o cheiro nauseabundo nas zonas de recolha de lixo?
8 - o cuidado da traseira da Igreja de S. Pedro?
9 - a limpeza e segurança nocturnas no largo da Sé?
10 - a diminuição do grande número de pontos que invade a cidade e que a deixa de modo execrável?

...

e muito mais... basta-nos andar 20 minutos pela cidade e já duplicamos esta achega...

Diz-vos isto quem também ama esta cidade e tem pena de não ter mais espaços com limpeza e gosto... Eu tenho brio na nossa cidade... mas é cada vez mais difícil...
Um abraço,

João Alberto

Anónimo disse...

Olá...
Por falar em limpeza...

Para quando...

1 - uma limpeza a sério nas ruas?
2 - um arranjo do elevado número de casas que se encontram em ruinas?
3 - a limpeza da zona grafitada junto à linha de ferro?
4 - a limpeza da doca junto ao coreto e aos bombeiros?
5 - a recolha dos animais abandonados?
6 - uma limpeza e recolha mais eficiente junto dos contentores?
7 - o cuidado com o cheiro nauseabundo nas zonas de recolha de lixo?
8 - o cuidado da traseira da Igreja de S. Pedro?
9 - a limpeza e segurança nocturnas no largo da Sé?
10 - a diminuição do grande número de pontos que invade a cidade e que a deixa de modo execrável?

...

e muito mais... basta-nos andar 20 minutos pela cidade e já duplicamos esta achega...

Diz-vos isto quem também ama esta cidade e tem pena de não ter mais espaços com limpeza e gosto... Eu tenho brio na nossa cidade... mas é cada vez mais difícil...
Um abraço,

João Alberto