segunda-feira, março 30

Refazer de Faro uma Capital














CONTAS RESPONSÁVEIS NO FUTURO

O que se passa na gestão financeira da Câmara Municipal de Faro é muito grave.

Desde 1999, até hoje, cada ano a situação piora. Aumenta a facturação vencida e não paga, aumentaram os empréstimos de médio e longo prazo, sobem as despesas correntes e baixam os investimentos.

Há dois anos que as colectividades de cultura e desporto não recebem apoios, apesar de prometidos. Caso único no Algarve.

E agora, o provável pagamento, em breve, de 6 milhões de euros a credores diversos, não reduz a dívida, apenas transforma facturas pagas num empréstimo a cinco anos, de igual valor. A dívida mantém-se, embora com a vantagem de se pagarem a pequenas empresas facturas de dezenas de euros, algumas com 4-5 anos

Ou seja, dos mais de vinte milhões em dívida, as empresas já pagaram ao Estado, em IVA, mais de 4 milhões de euros. E esperam anos para que a CM de Faro lhes pague.

Nos últimos cinco anos o agravamento de todos os indicadores de má gestão demonstra uma situação de grande irresponsabilidade.

Pelos critérios óbvios da Lei das Finanças Locais (artigos 40 e 41), a C M de Faro tem que apresentar um plano para a médio prazo acabar com esta horrível gestão.

Todavia, vão adiando e escondendo o que a matemática não permite pôr em dúvida.

Connosco passará a viver-se uma situação de seriedade e de responsabilidade.

Se não houver a coragem de o fazer antes, em Outubro será feito, por nós, um plano para o reequilíbrio financeiro da Câmara Municipal, pagando melhor, reduzindo despesas e aumentando receitas de forma criteriosa e muito determinada.

Sabemos que o caso não é fácil, é mesmo muito complicado. Mas é preciso resolvê-lo, apontando caminhos de rigor. Exactamente ao contrário do que tem sido feito nos últimos anos.

A Câmara Municipal de Faro tem de voltar a ter credibilidade perante os seus fornecedores.


José Macário Correia

14 comentários:

Anónimo disse...

O que vale e que a CMTavira nao deve nada a ninguem. Parabens
Ze Francisco

Tiago Poleiro disse...

Pois é Srº Eng Macário. Esse discurso é o que os farenses gostam de ouvir. Por mim só terá o meu voto se me dizer como é que vai fazer. Sabe, é já fui enganado umas serie de vezes com promessas. A situação financeira da CMF é de facto caótica. Na parte das despesas não tem muito por mexer, excepto se mandar pessoal embora, deixar de pagar o serviço da divida ou entrar em incumprimento com compromissos assumidos ( tipo parque das cidades ).
Sabendo que o orçamento real da CMF são aprox 35 milhões de euros ( e não os 70 milhões criados com receita fictícia de venda de activos ) e que 13 milhões são despesas com pessoal , 3 são gastos com o parque das cidades, 12 milhões são gastos com outros bens e serviços e transferência correntes e o restante é absorvido pelo serviço da divida e alguns investimentos. Sabendo ainda que a receita é rígida , diga-nos lá como é que vai fazer ?

Aumenta os impostos ?
Reduz o Pessoal ?
Reduz as transferências para as associações ?
Renegocia a divida com a Banca ? (É chutar o problema para a frente, coisa que os seus antecessores fizeram )
Reduz o investimento ? ( Já quase inexistente).
Reduz o os gastos com actividade corrente de da CMF ?

Algumas dicas.
1 – Acabar com orçamentos fictícios e irreais.
2- Rescindir o contrato de trabalho pelo menos com 150 pessoas. A CMF não é Santa Casa. Alerto que não há qualquer impacto nos serviços que vai prestar. Se calhar ate funcionam melhor.
3 - O estádio Algarve é um investimento regional e não local pelo que deve ser pago pela região . Não faz sentido este investimento absorver quase 10% do orçamento da CMF.
4- Vender património inclusive o que não está inventariado....

Zé de Fare disse...

E eu acrescento, pagar a indeminização necessária e acabar com esta Fagar...

Anónimo disse...

`Senhor poleiro.è no minimo vergonhoso sua intervenção, esteja atento as noticis vindas de França,isto tambem viráem breve para Portugal. querer que Macário despeça é de uma atitude lamentavél.Na verdade circula na Cidade a ideia que ele irá fazer isso. A opinião Portuguesa é que já que eu fui despedido, tambem o meu vizinho deverá ser,a isso chamamos de inveja.Macário não é esse monstro,que estãoa fazer passar aos farenses e trabalhadores da autarquia.Tambem deverá ele pronunciar-se sobre este tema.POis já se houve muito pela cidade que ele irá fazer despedimentos em massa.Não acham estranho que o venha a fazerem faro,quando nãoo fez em 10 anos de tavira? Tiago, teja tranquilo no seu poleiro e veja as noticias, a coisa está preta.Não meta o Macário, na sua frustração pessoal.
garino

Socialista Desiludido disse...

Fico animado pelo facto de o Sr Macário Correia, ter a consciencia da grave situação finaceira da CMF. Esperemos que vença as eleições e tenha a coragem que Apolinario não teve. Que corte nas despesas, mande embora os parasitas que andam por lá sem fazer nada, demita chefias incompetentes e corruptas, venda patrimonio inutil, pague as dividas aos fornecedores e defenda os interesses da população e não dos lobbies controlam esta cidade.
Acima de tudo espero que Macario não continue com a mentira que são os orçamentos inflacionados e manipulados da CMF, que servem apenas para justificar os taxos e despesismo dos parasitas do costume. Tenha coragem Sr. Macario, e terá o voto dos farenses que não suportam mais o cheiro podre que exala da CMF.

Anónimo disse...

ENTAO NAO E QUE O HOMEM VAI CHEGAR NUMA MANHA DE NOVOEIRO !!!
VENS A MAMA DO DINHEIRO DO POLIS !!
E NO FAROL NO SABADO FOI LA DIZER QUE AS CASAS SAO PARA FICAR !!
JA ANDA A DAR O DITO POR NAO DITO!
ESTE SENHOR COMO PRES DA CM TAVIRA NOS ULTIMOS DIAS ANDA MUITO POR FARO OU SEJA ABANDONOU TAVIRA TAL COMO IRA FAZER A FARO !!!

Anónimo disse...

Não se precipitem e leiam com atenção o que o Eng.º Macário promete: reduzir a depesa e aumentar a receita.
Diminuir a despesa está bom de ver que é difícil, pelo que lá nos vão ao bolso com uns aumentos de taxas e impostos (mas também já estamos habituados).
E já agora, não se esqueçam que o homem é político profissional e está a precisar deste lugar: vai dizer tudo e prometer tudo o que for preciso para o alcançar. Depois, logo se vê!

Anónimo disse...

Pois é, e se for aplicar a Lei das Finanças Locais e fizer o dito saneamento financeiro, simplesmente acabou subsídios as associações, aos clubes, etc... como vai o Sr. Engº cumprir as suas promessas????

Anónimo disse...

Não percebo muito bem como é que este discurso é compatível com o facto de a gestão do Sr. Engº Macário Correia ter cometido a "proeza" de aumentar a despesa corrente de 2006 para 2007 em 9,68% no município de Tavira (rico exemplo de gestão).

Não sei já o que me aborrece mais nesse senhor, se o facto de no passado ter falado mal de Faro, se a sua arrogância ou a sua incompetência.

Anónimo disse...

Todos querem saber como é que este Homem vai melhorar o concelho de Faro. Para esses perguntam acham que é asim tão difícil fazer melhor que os recentes fizeram? Esperam que o Eng.º explique o que vai fazer. Isso é o mesmo que perguntar ao Mourinho ou ao Obama o que vão fazer. Este Homem apenas espera o voto dos que acreditam que é possível fazer melhor. Não tenho dúvidas que o fará. Será preciso ser muito inteligente para perceber e escolher?

Anónimo disse...

O eucalipto até seca as despesas e só conta com as receitas, ou então monta uma fabrica de ventoinas para o pessoal de faro viver do ar......
a demagogia está ao rubro
Que explique como consegui a "proeza" de aumentar a despesa corrente de 2006 para 2007 em 9,68% no município de Tavira (rico exemplo de gestão).

Anónimo disse...

Não é um comentário do Engenheiro Macário mas do blog o Jumento que continua a elucidar-nos sobre coisas que a Manuela Moura Guedes às vezes gosta de baralhar:A semana foi marcada pela evolução no Caso Freeport, não só os que pretendem linchar Sócrates na praça pública mudaram de estratégia, como Manuela Ferreira Leite, Jerónimo de Sousa e Louça parecem ter achado ser a altura de mudar o discurso. A mais afoita foi Manuela Ferreira Leite que achou oportuno lançar uma proposta que condena o enriquecimento ilícito, desenterrando uma velha proposta, ainda mais velha do que a da privatização da Segurança Social. Parece que as pressões, intimidações e insinuações avulsas do senhor Palma levaram o senhor Jerónimo de Sousa e Louça a mudar de posição, talvez porque sentirão grandes afinidades com o magistrado do sindicato.

De qualquer das formas Sócrates deve ter gostado da evolução, se os que aparentam estar dentro do processo aproveitaram uma conversa de café para lançar um grande espalhafato em torno de supostas insinuações é porque o que sabem não dá para incriminar Sócrates pela via judicial, resta-lhes recorrer a golpes menores golpes menores. A estratégia até prece boa, mas revela pouca inteligência, evidencia que alguns dos nossos sacerdotes e justiceiros das magistratura não só não têm provas como ainda confiam menos na justiça que fazem do que os muitos portugueses que são vítimas da sua incompetência.

A partir de agora os magistrados terão ter muito cuidado com os almoços que combinam ou com o que dizem à mesa, deverão abster-se de comentar qualquer assunto público e muito menos qualquer processo. Correm o risco de um dos comensais ou alguém que estava na mesa ao lado ir contar o que ouviu ao senhor Palma. Horas depois está tudo na comunicação social e entregue o competente pedido de audiência ao Presidente da República, que raramente vê o Jerónimo de Sousa mas passa a vida a aturar os seus emissários.

Se no caso Freeport todos sabemos tudo e mais alguma coisa, até as conversas de café dos magistrados, já no caso BPN parece que os segredos estão bem guardados ou. o que é mais provável, parece há menos gente interessada em que os podres da elite do PSD cavaquista venham a público, nem o senhor Palma sabe o que dizem os magistrados durante os seus almoços. Os segredos do BPN estão tão bem guardados que ninguém sabia das actas das reuniões da Sociedade Lusa de Negócios, veio depois a saber-se que um cuidadoso Rui Machete as tinha guardado na Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. Por este andar as actas dos congressos do PSD ainda vão parar aos cofres dói Atlético!

Bem, aqui fica a sugestão aos magistrados do Ministério Público, quando não quiserem que as suas conversas venham a público vão almoçar à Fundação Luso-Americana ou então falem do BPN porque nesse processo ninguém está interessado.

Anónimo disse...

É no mínimo vergonhoso este blog que tanta apregoa ao sete ventos a falta de infoestruturas que possam ajudar os munícipes Farenses, não ter feito um post sobre a inauguração da Loja do Cidadão em Faro, no Mercado Municipal, na passada sexta-feira. Isto só vem provar que este espaço não é isento. Nem para o "BEM DE FARO" conseguem ser.

Farense atento

Pedro Cabeçadas disse...

O Farense atento está atento mas não vê nada! É ceguinho!
Este blog não tem qualquer obrigação de colocar a tempo e horas o que qualquer farense atento, entender!
Coloco "posts" quando quero e posso!
Isto não é um jornal diário que se compra!
Portanto, o farense pseudo-atento, deve saber as notícias diárias noutro sítio que não o "Faro Este"!
É bem provável que se tivesse estado em Faro, teria ido visitar a Loja do Cidadão que é indiscutivelmente uma grande benfeitoria para Faro!
Espero lá or brevemente, e se ainda for oportuno, aqui direi o que achar!
Há pessoas que ganhavam mais se ficassem calados!