quinta-feira, junho 25

Algarve à frente no pior...

Algarve: desemprego sobe 82% alerta o PCP (Região Sul)
Mais um mês a terminar e o Algarve volta a estar à frente como região onde o desemprego mais aumenta!
Recordam-se quando no início do ano tomei a liberdade de aqui dizer que "...o mais importante é os trabalhadores conseguirem manter o seu posto de trabalho em 2009?!"
Infelizmente, uma parte substancial dos algarvios já não o conseguiu...
Era previzível!
Muitos daqueles que trabalhavam 6 meses na hotelaria e similares para depois estarem outros 6 meses no desemprego até chegar a altura da mesma entidade patronal os chamar,
enfrentam agora a difícil situação de não serem chamados!
E assim passaram a estar permanentemente desempregados!
E está a fazer-se alguma coisa para combater esta calamidade regional?
Nada! Nem a nível nacional, nem regional, nem local...
Mal vai a vida para muitos, em terra de (só) sol e praias...

8 comentários:

Anónimo disse...

em olhão está-se a fazer muito,construiram um centro comercial onde dantes os jovens praticavam desporto e onde houve grandes batalhas campais e de pedrada entre os adeptos do scf e do sco.prometeram 1200 postos de trabalho,hoje aberto se este centro comercial em plena 125 tiver 200 empregados será muito e quase todos precários,pois as lojas não vão aguentar muito tempo abertas.
fechou uma fábrica a bela olhão ,o presidente da CMO fez alguma coisa ? nada.
há investidores interresados em reabrir a fábrica mas como o presidente da CMO quer para o sitio mais apartamentos turisticos do genero dos que esão á entrada de olhão quando se vem de faro
como se não bastasse isso,agora deu em dar dinheiro ao olhanense pra fazer as obras no estádio. e o concelho de Olhão é só o concelho do algarve com a maior percentagem de desempregados. de rendimentos minimos de reenserção social ,e com maior taxa de abondono escolar.
passado o agosto a fome vai fazer valado em olhão .

marceano disse...

Independentemente deste problema que é candente, perguntemos também porque é que Olhão já não tem pesca.??? Nem escola profissional? Nem barco-escola? À venda há anos...?
Perguntemo-nos.
Olhão só existiu pela pesca e conservas, também das estivas, da industria das farinhas de peixe. E de também do comércio subsequente.
Actividades, que, por exemplo, aqui ao lado, em Espanha, cada vez mais, mais pessoas dependem destas atribuições profissionais. Basta apontar a Isla Cristina. Sem falar de Ayamonte....
Frotas novas, emprego, trabalho, pescado.
Parece-me que aqui, nesta nossa terra, já saíu o totoloto a todos.
Já ninguém precisará de trabalhar nestas artes de criar, fazer, viver da comida. Neste caso, do peixe.
A CMOlhão não tem a função de "empurrar" esta actividade económica. Independentemente das suas "côres".
Então, perguntem-se, gentes de Olhão, porque é que já só existem poucas "peças" productivas ? Barcos ??
Porque é que os cidadãos que vão nos seus carros olham de "lado" para a doca, os meios velhos e quase a desaparecer, desgostosos, com saudade da principal actividade da Terra ??
Perguntem...responderei..
Perguntem, direi a minha opinião..
Ficarei por cá o tempo suficiente.
Cumprimentos

Anónimo disse...

tudo isso foi estudado já no tempo do apolinário deram dinheiro para se destruir a frota de pesca.
o apolinário foi o principal culpado do estado actual das pescas em olhão.
agora só falam em turismo e no sco,quand este for à falencia como o farense o boavista emuitos mais quero ver o que fazem
na zona ribeirinha construiram galinheiros .

Anónimo disse...

Vejam, em Olhão quem ocupa lugares de Directores,e alguns são bem (Leais...)

Anónimo disse...

É preciso seguir mesmo a demagogia do engenheiro macário e de toda a oposição para se alhearem de toda a crise internacional.

Só em Portugal é que o desemprego aumenta digam-me lá...

marceano disse...

24 horas sem perguntas.
Pois.
>Amigo que sou da terra onde nasci, sendo o último moicano da "velha" industria, quero contudo, "provocar", suscitar, perguntar às novas gerações, o que farão a seguir ?
Uma travessa de berbigão para 2 pessoas a 15 euros?
O Algarve não precisa disso.
Sacar ???
Vão dar banho ao cão.
Não às pessoas.
Aqui sim, a CMOlhão deveria ver tal especulação.
Só paga quem não souber.
No turismo, isso não se faz.!
Olhão deverá ter calma,... já que não tem mais frota de pesca.
E vai sim, viver com o mar.
Felizmente.
Cumprimentos.

Compadre Alentejano disse...

Como é que as autoridades nacionais ou regionais podem fazer alguma coisa, se eles não sabem?
Coitados, têm uma grande limitação cognitiva e apenas estão no governo, para fazerem número...
Qualquer dia, mando rezar uma missa por eles...
Compadre Alentejano

marceano disse...

Quando escrevo assim será porque me magoam decisões que alteram, negativamente, os destinos das pessoas, dos povos. E já que este agradável espaço está disponível graças ao esforço de quem o disponibiliza, apesar de tanto insulto anónimo, neste caso o Pedro, amigos que somos e nada a ver com a pequena política,,, podemos pôr uma opinião livre, responsável e respeitadora.
Os assuntos que aqui e ali se vão falando serão os que nos incomodam ou interessam na nossa vida curta mas objectiva.
Que interessa que partido ganhe ? Estamos num estado de liberdade responsável, que venham pessoas que gostem de assumir as gestões.
Espera-se deles a maior e melhor participação. Sendo cargos públicos serão bem transparentes. E a minha posição não será andar a defender bandeiras mas sim a qualidade de quem ganha o cargo, por eleições. Para serem bons gestores das nossas vidas.
É isto que interessa.
Será mais do que tal?
À medida que os lobbies de Bruxelas vão "desviando" os interesses nacionais, cedendo quotas de pesca, subsidiando abates, subsidiando fundos europeus a fábricas que falem várias vezes, indirectamente destruindo culturas centenárias, à medida que outros fora da nossa fronteira vão ocupando a nossa ZEE e o comércio nacional,-neste caso vendendo-nos peixe que já não como por mau sabor de congelação e de químicos - vamos sofrendo miséria. Porque em Olhão poucos pescadores haverão, os que sobram apenas.
O problema não é das profissões que se querem seguir ou não.
O problema serão os incentivos profissionais que, existindo, não são devidamente promovidos.
E assim se acabam gerações. Profissões.
Repito: aqui ao lado, ali a sotavento, que não acaba em VrsA, até choram os olhos. Tudo a funcionar, modernamente, com condições. Para todos.
Basta ir beber una caña à Ilha Cristina.
A ponte está aberta, o Schengen ainda funciona. Não será proibido ir ver...ainda..!
Encerro este tema : a CMO está fazendo o que pode para ocupar Olhão na via do Turismo. E muito bem.
Bom..eu voto em Faro e não votarei ps.. Para as 1ªas, 27/9, em princípio, BE.
Amigos, amigos, mas os negócios à parte. Interessa-me a boa gestão.
Gostava de sentir algum pequeno orgulho no nosso cantinho desta Europa, predadora..!!
Cumprimentos.