domingo, agosto 16

LOULÉ - Recordar ANOS 60

Será no sábado, dia 29, em Salir, no Restaurante "Quinta do Cavaco", que se vai recordar Loulé, e não só, nos Anos 60!
A pretexto de se juntarem numa almoçarada os elementos do conjunto (hoje diz-se banda) "TOP KINGS", o que efectivamente vai acontecer é o recordar, e certamente com algum saudosismo, a década de 60 em Loulé, Quarteira, e um pouco de todo o Algarve!
Não serão certamente os da foto, o Barão, o Clareza, o Tota, eu e o Zé Palha, que farão a festa!
Há também o Pepe, o Sérgio Rodrigues, o Paulo Carapinha e julgo que todos os que aparecerem terão estórias para contar!
Os bailes da Campina, dos Artistas, do Ateneu, da Música Nova e Música Velha, a Esplanada de Quarteira, o Carnaval, as Sociedades Recreativas onde os Top Kings actuaram, as relações com Vitorino, Janita Salomé e Paco Bandeira, os cafés do Calcinha e Isidoro,o Scalet, o General Caca, o nosso professor Clareza, o Adelino dos instrumentos, o Dr. António Pedro e a 1ª. boite de Quarteira, decorada pelo grande pintor Farense, Sidónio de Almeida, o Zequinha Fala Fina, etc.,etc.,etc..
Venham mais cinco e seja bem vindo quem vier por bem!
Certamente que não darão o tempo por mal empregado!

4 comentários:

marceano disse...

Olá Pedro
Quando se fala de música, hoje, fala-se em djs, discos, a onda da noite. Tudo bem.
Quando se fala dos 60's onde a música era em directo, tocada, se enchiam as salas, os espaços, se namorava..que saudades, onde se sonhava num futuro, onde construimos este ambiente, que hoje, ninguém comenta...
Esta malta nova devia-se ligar ao som do calor, do estar, do sentir, do namorar...
Parece há uns 15 anos que são donos da noite e são, de facto.
Os consumidores, facturação.
Nada contra, também utilizo.
Mas,... robots ???
Olha o barroso prometeu o ano passado que põe cá os Kossacos de Santarém... uma boa rasteira, mas eles até quereriam..
Chama por ele, e outros mais, música ao vivo dos 60's...
Boa. Um abraço.

Anónimo disse...

Sr marceano nao deve sair a noite realmente! pois o que nao falta ai sao bandas a tocar ! sejam elas nos domingos no coreto, na feira do livro, em faro em festa, feira mix,ou nas cidades perto como olhao todas as quartas junto ao mercado, ferragudo, alvor, portimao, s.bras entre outros! a gosto para tudo ! muito por onde escolher ja o sr continua com os seus comentarios demostrando algum desconhecimeto!

Valter Ego disse...

Venho por este meio convidar o Pedro (e a sua família e amigos, claro está) a visitar o DRACULEA Café Bar, um novo espaço em Faro, sito na Rua Dr. Rodrigues Davim, #44, numa das saídas da Rua do Alportel. Teremos todo o gosto em receber uma das mais conhecidas vozes farenses da blogosfera...

Um abraço,
Valter E. & Ursula Mestre

marceano disse...

Anónimo das 3.34.
Ok.
Estava falando das bandas dos 60s.
Claro, reparou que disse que sou consumidor da noite, de hoje.
Mas se a noite de Faro puxasse pela malta mais velha, vivos, presentes e consumidores, a noite seria um pouco mais.
~Claro que sim, força para a CMF dar condições à zona que todos gostamos, naturalmente.
Há 30 anos Torremolinos e Marbella fizeram uma renovação total, calçada, iluminação e flores nas casas/janelas e isso permitiu que fosse a "noite" real dessas terras vizinhas.
Nós cidadãos, utentes nos 365 dias/ano, gostariamos de ter o prazer de estar o "mais tempo" possível nas zonas bonitas.
Enquanto houver-dificil recuperar...-a degradação actual nesses aspectos, não irei por aí..o Algarve é mais grande.
Cumprmts