terça-feira, dezembro 1

O de Obras

Confesso que andei uns dias à procura do tema para utilizar no abecedário de Faro, relativamente à letra O !
Lembrei-me então de obras, o pelouro mais delicado da Câmara de Faro, e que tem sido acusado desde há muito tempo, de ser responsável pela estagnação da cidade!
Desde já confeso que é um tema que só conheço pela rama!
Há uns anos atrás fiz uma pequeníssima obra, no concelho de Lagoa, e só eu sei o que passei!
Dizia eu que se para fazer um "open space" era preciso tanta coisa e esperar tanto tempo, para fazer um hotel deviam ser necessários anos!
E parece que é mesmo assim!
Relativamente a Faro, o que sei é o que oiço de vários empresários ligados à construção!
Houve um que me disse que esperou 5 anos para conseguir aprovar um projecto para um prédio!
É verdade que só conheço as "estórias contadas pelas vitímas" e não conheço os argumentos da Câmara!
Muito provavelmente, o projecto não estava correcto e terá sido reprovado por mais que uma vez!
Mas é opinião generalizada que o pelouro das obras tem funcionado mal, e sendo o mais importante, algo tem que mudar!
Mais que do Presidente ou vereadores, julgo que a questão depende dos técnicos e chefes de serviço!
Um projecto de obra entra na Câmara e terá que ser analisado pelos técnicos para se saber se é viável ou não!
Depois, os técnicos normalmente precisam de pareceres de várias instituições que autorizam ou não a dita construção!
Começa aqui o longo processo de demora!
Volta o projecto à Câmara e o autor do mesmo é notificado!
Começam as alterações!
Repete-se o "itinerário" e lá passam mais uns meses!
E isto acontece por várias vezes até que o projecto tenha todos os pareceres favoráveis para poder ser aprovado!
Assim, muitas vezes passam anos!
Será que não é possível agilizar mais todo o processo?
Dizem-me que há países onde entrega-se o projecto e inicia-se de imediato a obra!
Quem apresenta o projecto conhece a lei e parte-se do principio que está tudo correcto!
A fiscalização vai lá e se houver irregularidade há consequências bem graves!
Será que um sistema deste tipo não funcionaria cá?
Talvez não pois o portuga é marafado para a aldrabice!
E depois vinha o embargo, depois entrava a justiça que (não) temos ao barulho e ali ficava o mono durante anos até se chegar a uma situação de conclusão, ou eventual destruição do que já estivesse construído!
Mas, na prática sabemos bem que há por aí obras embargadas há anos e que normalmente viram em covis de "animais de vários tipos"!
Esperemos que a nova vereação consiga criar um sistema mais racional e "simplex" para que a construção civil, que é a base de uma economia, funcione com normalidade para o desenvolvimento sustentado da nossa terra!
O tempo mostrará a capacidade de Macário Correia e sua equipa!

4 comentários:

Anónimo disse...

as obras que temos feitas, representam (em parte) o caracter dos construtores! Em portugal só conseguem fazer obra os "xicos espertos", "afilhados" com padrinhos em "lugar chave", corrutptores, e seus afins! é por isso que só se veêm por ai mamarrachos, que deram muito lucro, autenticos cortiços de abelhas.

Anónimo disse...

quais obras? as que estão por fazer ou as que nunca se fizeram?

Anónimo disse...

Obras não tem nada a ver com Faro, se há coisa que em Faro não se faz, é obra! e o termo "obras" tanto pode existir em Faro como em qualquer sitio do mundo.

Otário disse...

com o

O

tinhas um bom tema dedicado aos otários que em Faro votaram no Macário

Mas, já se sabe, nem tudo lembra