sexta-feira, outubro 30

Bruxas ? Elas "andem" aí !?

Em fim-de-semana de bruxas vou à procura delas na Rocha da Pena!
É o local indicado para elas aparecerem!

Eu não acredito em bruxas, mas que as há, há, ahahahahahahahahahhahahah

Veja-se o papel que tem sido vendido à custa do bruxo que está a "tratar" do Ronaldo!
E depois há bruxedo e contra-bruxedo!
Este é um caso tipico de importação de qualquer coisa para fazer o comércio facturar!
Globalização na sua melhor forma!
Bom fim-de-semana!

quinta-feira, outubro 29

Email faz hoje 40 anos

Sabia que Email faz 40 anos ?
(Observatório do Algarve)

I de ILHA de FARO


A Ilha de Faro, que em boa verdade não é ilha, é a praia dos Farenses!
É um local paradisíaco, se nos abstivermos de olhar para o que de mal lá existe, e que é muito!
Eu, costumo dizer que é a melhor praia do mundo! Tendo casa em Quarteira, de que digo que é a pior praia do mundo, durante muitos anos sempre aluguei uma casa na Ilha de Faro!
Estacionava o carro na porta da frente e o barco na porta de trás! A nossa ria é um património de valor incalculável!
Bem merecia muito mais atenção por parte das autoridades!
Mas, falando concretamente da Ilha de Faro, é preciso por ordem em tudo!
O ordenamento do território tem que ser feito com urgência! Ninguém tenha duvida que há muitas casas que têm que ser derrubadas! E vão ser! Com Macário ou outro qualquer vai chegar o momento do camartelo actuar! O POLIS Ria Formosa contempla esta situação! Vamos ver é, se além do parecer técnico, é “acautelado o parecer social”! Os residentes em permanência, nomeadamente os pescadores e mariscadores, têm que ter um tratamento diferenciado relativamente àqueles que têm casas para lazer!
Depois, caso a caso, têm que ser analisados, todos os outros não moradores e a legalidade das casas e possibilidade de continuação!
Quem conhece a Ilha sabe bem que há zonas em que as casas estão separadas por estreitos labirintos! Se um dia há um incêndio, não se salva nada!
Por outro lado a construção sobre o cordão dunar traz problemas que põem m risco a própria ilha! Ainda por outro lado, e face à densidade populacional na época alta, não há sítio para estacionar, além de que o acesso é a ponte no estado que sabemos!
Todos sabemos a odisseia que é estacionar na ilha e só quem tem amigos é que consegue um lugarzito para o carro! A Câmara adquiriu um terreno na estrada para a praia para criar um parque de estacionamento com transporte garantido! É previsível que a situação melhore! Mas, só quando se fizer o ordenamento do território se poderá ter certezas para equacionar o problema do estacionamento!
Até lá continua o caos! Por fim, o Parque de Campismo tem que forçosamente ser totalmente recondicionado ou eventualmente acabar! Não tem as minimais condições para se fazer campismo! Verdade é que aquilo é mais um parque de estacionamento de roulotes e tendas em permanência!
Receber campistas passantes é mentira! Não há lugar! Temos assim que temos a melhor praia do mundo mas a necessitar com urgência de profundas intervenções! Só assim podemos ter a garantia de continuarmos a ter praia!
É bom que todos tenhamos consciência de que o que não se fizer, com urgência, vai continuar a pôr em causa a continuidade de existência da nossa praia!
Fica alguma informação sobre a Ilha
...................................................................
Igualmente conhecida por “Ilha de Faro”, esta extensão de areia faz parte da Península do Ancão, que delimita a Ria Formosa a poente. O acesso à Praia de Faro faz-se por uma ponte onde pode circular trânsito automóvel. Verifica-se nesta praia uma ocupação urbanística e uma intensa actividade turística durante o Verão. No entanto, nas extremas nascente e poente do areal as edificações de veraneio são substituídas pelas pitorescas casas dos pescadores e mariscadores, e as dunas e o sapal vão dominando a paisagem.
São muitas as actividades desportivas que se realizam nesta Praia durante o Verão, organizadas pelo Centro Náutico da Praia e Câmara Municipal de Faro. Durante os meses de Julho e Agosto há animação para todos os gostos e para vários públicos.
Nesta Ilha existem alguns restaurantes onde poderão ser apreciados os pratos típicos da zona e a grande diversidade de mariscos. Experimente o "Arroz de Lingueirão", prato típico Algarvio.
Ria É também possível aproveitar a praia na face do cordão arenoso virado a norte, para um canal da Ria Formosa. Aqui o areal é estreito e encontra-se ocupado por muitas embarcações e não há ondulação. A utilização deste plano de água para a prática de desportos náuticos é intensa. Área de grande beleza natural, a Barrinha oferece uma paisagem sem edificações e onde se pode observar a flora do sistema dunar e as inúmeras aves existentes. Trata-se de uma zona muito tranquila e normalmente deserta, que pode ser acedida a pé a partir da Praia de Faro, através de um longo passadiço de madeira ou de barco.
............................................................................
As ilhas da Ria Formosa são um dos ex-libris de Faro. A mais próxima fica a 8 km da cidade, na direcção do aeroporto: uma extensa língua de areia, conhecida como praia de Faro.
O acesso faz-se pela ponte, de carro ou num dos autocarros que durante o dia circulam entre a cidade e a ilha. Possui excelentes condições para a prática de desportos náuticos (jetski, surf, windsurf, vela...) e centros e clubes das várias modalidades.
Outras ilhas, mais distantes e de acesso menos fácil, são tranquilas, solitárias e apelativas para quem gosta de sentir que o mar lhe pertence.
A ilha da Barreta é um verdadeiro paraíso para quem gosta de estar isolado. Só tem acesso por barco, mas não há carreiras regulares. A solução é alugar ou comprar um.
Nas ilhas do Farol e da Culatra há algumas habitações de pescadores, e é possível alugar casa. Para ambas há carreiras regulares de barco a partir de Olhão (todo o ano) e de Faro (só no Verão). O percurso demora aproximadamente 25 minutos.



quarta-feira, outubro 28

PSP "ATACA" EM FARO

Desde o princípio da semana que a PSP tem actuado em Faro no combate, em força, contra o estacionamento em transgressão!
O Largo do Mercado tem sido sujeito a um trabalho permanente por parte da PSP e há
pouco, na R. Dr. Cândido Guerreiro eram mais que muitos os carros estacionados no passeio, "decorados" com fitas plásticas da PSP.
A quem se fica a dever esta nova forma de actuar da PSP ?
Ao novo Governador Civil ?
Ao novo Presidente da Câmara ?
É que depois de anos sem uma actuação efectiva, esta nova forma de estar, vai apanhar muita gente distraída!
Concordo em absoluto com a actuação da Polícia!
O estacionamento em transgressão na nossa terra tem sido uma constante e há que pôr ordem nesta matéria!
Esperemos é que a PSP não se limite a multar e se esqueça de controlar o trânsito!
Todos os dias se podem ver viaturas da Polícia com os agentes ao pé, a olharem sem ver os "engarrafamentos", a apanharem algum distraído a falar no telemóvel, mas a fingirem que não vêm a confusão do trânsito mesmo à sua frente!
Queremos uma polícia actuante, mas em todas as vertentes!
Não é só multar!
É também garantir a segurança dos Farenses, o que ultimamente não tem acontecido!
Fica o alerta aos automobilistas! Atenção ao estacionamento pois eles "andem" aí...

H de HOSPITAL

O Hospital de Faro abriu no final de 1979.
Foi um longo processo de construção, com a obra parada várias vezes por períodos mais ou menos longos, o que provocou a deterioração do edifício, e obrigou a que se fizessem várias intervenções de recuperação mesmo antes de começar a funcionar!
Esta situação deixou sequelas que ficaram para sempre e que com o tempo se agravaram provocando problemas graves ...
Depois do edifício veio a fase de instalação de equipamentos!
Foi outro processo que não correu da melhor forma a ponto de alguns anos depois de ter começado a trabalhar, ainda havia equipamentos encaixotados para serem instalados!
Por fim chegou a fase de recrutar pessoal a todos os níveis!
Também este foi um processo complicado, não só porque o quadro de pessoal era reduzido para as necessidades e sobretudo porque havia dificuldade para que os profissionais da saúde se fixassem em Faro!
Apesar do Hospital dispor, à data, de um lar, era extremamente pequeno para a quantidade de pessoas que era preciso alojar!
Em resumo, pode dizer-se que começou mal!
E quem nasce torto tarde ou nunca se endireitará! A qualidade de serviços prestados, que com demasiada frequência é posta em causa, não me parece muito diferente de outros hospitais do país!
Mas, há uma diferença abismal no que toca a informação que sai do hospital para o domínio público e para a imprensa! Os incidentes que acontecem, fundamentalmente no Serviço de Urgência, acontecem noutros sítios!
Só que nesses sítios os assuntos são resolvidos internamente e não aparecem na praça pública! Em Faro, contrariamente, todo e qualquer problema que ocorre no hospital sabe-se imediatamente em “todo o mundo!”
Posso falar da assistência do hospital, com conhecimento de causa! Já por 3 vezes estive lá hospedado e só posso dizer que a assistência é excepcional!
O profissionalismo de toda a gente é excelente, e o calor humano não fica atrás!
Confesso que me custa ouvir aquelas notícias bombásticas sobre o Hospital de Faro!
Estou certo que alguns leitores do “Faro Este” vão concordar comigo!
Então o porquê da fama do nosso hospital ? Fundamentalmente pelo Serviço de Urgência! Aqui sim, há problemas todos os dias, não por falta de eficiência dos profissionais, mas sobretudo porque não há condições físicas para se trabalhar!
É um espectáculo triste ver os corredores cheios de macas com doentes que chegam a ali estar mais de 24 horas!
Não havendo condições para trabalhar é sempre mais fácil ocorrerem incidentes!
Mas, nos outros hospitais acontece o mesmo! Só que esses incidentes não aparecem logo nas páginas dos jornais!
O nosso hospital há muito que está ultrapassado, se é que não começou logo assim!
É de primeira necessidade a construção do futuro hospital central do Algarve!
Fala-se muito, mas o processo parece também estar doente pois não tem força para andar! Teoricamente tudo está preparado para ser feito o concurso e iniciar a construção!
Mas é só teoricamente pois na prática nada s vê!
Entretanto, vão aparecendo unidades privadas o que leva os Farenses ricos a terem cuidados de saúde e os pobres a penarem pelos corredores do velhinho hospital!
Não somos Farenses todos iguais ?
Deixo uma pequena resenha sobre o hospital!
...........................................................................
FWConstruído para substituir o antigo Hospital da Santa Casa da Misericórdia, o Hospital de Faro iniciou a sua actividade a 4 de Dezembro de 1979, após publicação do quadro orgânico de pessoal.

Actualmente é o Hospital de referência do sotavento algarvio, servindo uma população residente de cerca de 253 mil pessoas, podendo este valor populacional duplicar ou triplicar sazonalmente.

Dotado de todas as valências básicas e complementares que permitem ajustar a sua classificação no nível II de diferenciação da Carta Hospitalar, o Hospital Central de Faro constitui-se como um Serviço Público instituído, organizado e administrado a pensar na população e na prestação de cuidados médicos diferenciados a doentes agudos.

Ao longo dos anos muitas foram as adaptações de estrutura e de organização que sofreu, mudanças essas que alteraram a sua capacidade de resposta assistencial com acréscimo dos níveis de complexidade e de subespecialização nos Serviços.


terça-feira, outubro 27

G de GANGS

Nos últimos dias muito se tem falado de grupos, ou gangs, de jovens, quase todos portugueses, que em Faro têm vindo a espalhar o terror!
São assaltos e outros crimes onde com frequência recorrem à violência!
O Comando da PSP começou por negar a existência destes gangs, mas recentemente veio a público reconhecer a existência de 3 destes gangs, acrescentando que já estão todos referenciados e que irão em breve a tribunal, prevendo-se que alguns dos elementos possam mesmo ficar presos!
Estamos a falar de cerca de 30 jovens, todos rapazes, a maioria de menor idade e que não estudam!
Uma outra fonte diz que estes três gangs concorrem entre si, num campeonato macabro, para “angariar pontos” numa competição em que só a violência é permitida!
Ao que parece, agredir a autoridade é a acção que mais pontos dá!
Mas que país é este e que terra é a nossa onde acontecem estas aberrações e que deixam a população assustada?!
Faro tem crescido nos últimos tempos a uma velocidade acima da média!
Havendo mais população, há mais jovens, e havendo mais jovens espera-se naturalmente novos valores no desporto, no ensino, nos cursos técnicos, etc..
Mas, afinal, isto não acontece e o que se está a passar é aparecerem mais delinquentes e a autoridade a mostrar dificuldade em resolver o problema!
E de quem é a culpa ?
Se entramos por este caminho vamos chegar a D. Afonso Henriques que até bateu na Mãe!
Então, o que fazer ?
Transformar Faro no Rio de Janeiro ? Não é por aqui que se consegue alguma coisa!
Há todo um trabalho no campo social que as autoridades têm que por em prática para conseguirem “agarrar” estes jovens delinquentes!
Normalmente, por detrás deste comportamentos há quase sempre graves problemas familiares!
A acção social tem que identificar as situações e actuar !
Se nos vamos limitar a ver a polícia actuar, então os 3 gangs de hoje serão 6 amanhã, 12 no dia seguinte e por aí fora !
Verdade é que queremos a polícia na rua e com autoridade!
A cidade de Faro precisa ser melhor policiada. Não sei se o contingente que está em Faro será proporcional ao número de habitantes!
O que é verdade é que se vê pouca polícia na rua!
De manhã estão visíveis, pouco actuantes mas visíveis, mas à tarde e à noite quase ninguém os vê!
Estamos assim perante um problema social que requer especial atenção, não deixando é óbvio, de ser controlado pela polícia!
Os Farenses não podem ter medo de andar na rua na sua cidade que sempre foi uma terra pacata! Governo Civil, Câmara Municipal e Acção Social, têm que em conjunto desenvolver programas para terminar com este problema!
A cidade agradece!

segunda-feira, outubro 26

Vacinar ou não vacinar, eis a questão !

Começou hoje o programa de vacinação contra a Gripe A!
E, face a tudo que por aí se diz, "Vacinar-se ou não se vacinar, eis a questão"!
Pessoalmente confesso que também estou indeciso, se, e quando chegar a minha vez, quererei ou não levar a pica!
Com todo o cruzamento de informação que a toda a hora nos cai em cima, julgo não ser o único indeciso!
Certo é, que face ao programa estabelecido e as prioridades anunciadas, e ao reduzido número de vacinas que irão chegando, quando chegar a minha vez já há muito houve gente vacinada!
Assim sendo, vou deixar andar o barco e na altura própria, daqui a alguns meses, então, face ao que tenha acontecido aos vacinados, tomarei uma decisão!
Será que isto é mesmo um negócio?
Será que os efeitos secundários serão assim tão graves?
Porque há tantos profissionais da saúde a não quererm ser vacinados?
Perguntas sem resposta!

Tomou posse

Tomou hoje posse o novo Governo!
Mais do mesmo direi eu!
Só que sem maioria, vamos ver se aguenta os 4 anos!


Cá estaremos...

F de FARENSE


Dizer alguma coisa sobre o Farense é uma tarefa difícil, sobretudo porque é falar de uma instituição que no próximo ano irá completar 100 anos!
Espero que quem de direito trate do programa comemorativo com toda a dignidade que o Farense merece!
Reconheço que não serei a pessoa mais indicada para falar do nosso clube mas espero que os verdadeiros Farenses aqui venham complementar o que aqui ficar escrito!
Para mim, o Farense começou nos idos anos 60!
Foi quando me fiz sócio, pela mão do Henrique Santos, na campanha dos 5.000 !
Comecei então a viver o Farense de uma forma activa, deslocando-me com frequência a acompanhar o clube!
Vivi a subida vertiginosa da 3ª. À 1ª. Divisão!
Lembro-me de ir comemorar a subida à 1ª. com o Sequeira, à data jogador do Farense e um outro jogador que era filho do treinador! O nome ???
Costumo dizer que sou um Farense feliz pois estive presente na maioria dos grandes feitos do nosso clube!
A convite do meu Amigo António Boronha fui vice-presidente para a área do Marketing/Publicidade!
Com a ajuda de um grande Farense, Joaquim Barão, conseguimos gerar verbas interessantes mas o dinheiro era sempre pouco!
Já nessa altura o deficit do Farense era preocupante!
Questionei-me muitas vezes “onde é que isto vai parar”?
O momento que mais me marcou foi sem qualquer dúvida a final da Taça de Portugal!
Nessa altura, o José Bento, convidou-me juntamente com o Joaquim Rogério e o seu irmão Vítor Bento, para gravar o Hino do farense!
Ensaiamos numa noite no Clube Farense e na noite seguinte foi a maratona de gravação na Diapasão, uma casa de comercialização de instrumentos musicais e escola de música!
Foi verdadeiramente uma maratona, mas, quanto mais cantávamos mais apetecia voltar a cantar! Já depois das 2 da manhã, o trabalho estava pronto!
A assistir à gravação estava o jornalista e Amigo Zé Mealha, que trabalhando na Rádio Clube do Sul, foi àquela hora pôr no ar em primeira mão o “Hino do Farense” e nós a ouvirmos num rádio!
Confesso que me emocionei! Ainda hoje quando oiço o nosso hino, lá vem o nó na garganta! Bem ou mal fiquei com o meu nome ligado para sempre ao Grande Farense!
Mas, no meu percurso na direcção aconteceram algumas situações caricatas!
Lembro-me num jogo contra o Porto em que para proteger o sr. Pinto da Costa, levei com uma quantidade de garrafas de água encima!
Esse senhor nesse momento elogiou a direcção do Farense pela forma como tinha resolvido os problemas surgidos, mas o que é certo é que o Estádio de S. Luís, foi interditado!
Recordo também um golo do Farense em que a bola entrou pelas malhas laterais e o árbitro validou o golo! O Alves, outro grande Farense e à data dirigente do clube, no meio da confusão entrou em campo, foi buscar a bola e coloco-a no centro do campo...
Também não esqueço a enchente do S. Luís para um jogo que não chegou a realizar-se...
Com algum orgulho recordo que quando as tensões entre o clube e a Câmara atingiram um ponto preocupante, com cortes de relações entre pessoas, sentei à mesma mesa o meu Amigo João Botelheiro, à data Presidente da Câmara e o António Boronha Presidente do Farense! Normalizaram as coisas e o Farense lá continuou o seu percurso!
Tenho muitas mais histórias que vivi no Farense, mas não quero ser fastidioso!Outros Farenses certamente virão contar as suas histórias!
Deixo-vos a seguir um rascunho da história do Farense que no dia 1 de Abril do próximo ano atingirá a bonita idade de 100 anos!
..............................................................................................................................

Fundação
Foi em 1907 que o futebol chegou ao Algarve. A corveta “Duque de Palmela”, ancorada na Ria Formosa em Faro e na qual estava instalada uma escola de marinheiros, promoveu o futebol, modalidade já muito popularizada em Inglaterra.
O primeiro jogo de futebol improvisado foi disputado no Largo de S. Francisco, a 10 de Junho do mesmo ano, num terreno, também ele, improvisado.
Uma iniciativa que deu ideias a João Gralho, que imaginou em 1909/1910, a criação de um clube de futebol, com equipamentos, campo, sede e sócios, que pagavam por semana uma quota de um pataco. Essa ideia foi logo apadrinhada por outros jovens farenses, que permitiram que nascesse aquele que é hoje o Sporting Clube Farense, um dos poucos clubes portugueses que nasceu ainda sob o regime monárquico, tendo sido fundado a 1 de Abril de 1910.
Dos campeonatos regionais aos nacionais
Desde a criação da primeira associação de clubes no Algarve, em 1914, que foram criados os primeiros campeonatos regionais, e o SC Farense foi o primeiro campeão regional, tendo conquistado o “Campeonato de Faro” em 1914 (prova disputada apenas uma vez e apenas com os 4 clubes da capital algarvia que constituíam a U.F.F.) e o primeiro “Campeonato do Algarve” na época de 1914/15. O SC Farense seria campeão do Algarve por mais 5 vezes até 1938.
A partir da época de 1934/35 a “Federação Portuguesa de Futebol” cria definitivamente as ligas nacionais e o SC Farense entra para a II Liga nacional, onde se mantém até 1937/38, altura em que as ligas se passam a designar “Campeonatos Nacionais” num modelo bem mais “democrático” que o anterior. Assim sendo, a partir de 1938/39 o SC Farense passa a competir no “Campeonato Nacional da 2ª Divisão” e logo no primeiro ano classificou-se em primeiro lugar da sua série. No ano seguinte, o SC Farense voltava a classificar-se em primeiro lugar da sua série, e depois nos play-off’s nacionais sagrar-se-ia pela primeira vez Campeão Nacional da 2ª Divisão na época de 1939/40. Curiosa e ironicamente o SC Farense não subiria de divisão para a tão ansiada 1ª Divisão, pois esse campeonato era restrito aos círculos de Lisboa e Porto não permitindo a entrada de outros clubes até 1941/42.
O SC Farense continuaria na 2ª Divisão, ficando por várias vezes em 1º lugar da “Zona Sul”, mas sem nunca conseguir, no entanto, sagrar-se campeão e subir de divisão.
Nas épocas de 1947/48 e 1952/53 desceria à 3ª Divisão, mas subindo logo no ano seguinte em ambos os casos. O SC Farense continuaria a sua caminhada pela 2ª Divisão com vários primeiros lugares sem nunca conseguir subir, contudo em 1965 o SC Farense entra no pior período da sua história até então, descendo à 3ª Divisão e ficando até 1968/69. Em 1969/70 o SC Farense regressa à 2ª Divisão em plena força e conquista finalmente a tão desejada subida à 1ª Divisão Nacional.
Em 1970/71 o SC Farense competia pela primeira vez no “Campeonato Nacional da 1ª Divisão” e conseguiria nessa época ganhar em casa ao Benfica, FC Porto e Belenenses, e ainda fora ao Boavista e acabaria a época em 10º lugar. Este era o início de três décadas “douradas” do SC Farense .
O SC Farense ficaria na 1ª Divisão durante seis épocas consecutivas, até 1975/76, chegando ainda a classificar-se no 7º lugar em 1973/74.
A caminhada pela 2ª Divisão duraria até 1982/83 culminando com a conquista, pela segunda vez, do “Campeonato Nacional da 2ª Divisão”, e a partir daí o SC Farense mostrava-se determinado em se afirmar como o principal emblema do Algarve, apesar de clubes como o Olhanense e o Portimonense terem tido até então melhores carreiras pelo escalão principal do futebol.
Em 1983/84 o SC Farense regressa à 1ª Divisão e desce dois anos depois. Não fica na 2ª Divisão mais do que uma época, subindo logo a seguir. O SC Farense volta à 1ª Divisão em 1986/87, mas voltaria a descer à 2ª Divisão no ano de 1989/90. Ironicamente é nesse ano, competindo na 2ª Divisão, que o SC Farense escreve mais uma brilhante página na sua história.
Contra todas as expectativas o SC Farense chega à Final da Taça de Portugal, deixando para trás equipas como o GD Portalegrense (3-0), a UD Oliveirense (3-2), Odivelas (1-9), Esperança de Lagos (7-1), União da Madeira (0-0 e 2-0), Valonguense (4-0) e Belenenses (1-2) na meia-final. A 27 de Maio de 1990 encontra na final o Estrela da Amadora, onde empata (1-1) após prolongamento, o que obrigou a uma finalíssima oito dias mais tarde, onde perde por 2-0, a 3 de Junho.
O SC Farense tinha, no entanto, o primeiro lugar garantido no campeonato e a consequente subida, e partir de 1990/91 o SC Farense entra no melhor período de sempre, classificando-se logo em 7º lugar nesse ano, 6º lugar nas duas épocas seguintes, 9º em 1993/94 e culmina em 1994/95 com a melhor classificação de sempre, o 5º lugar no “Campeonato Nacional da 1ª Divisão” e o consequente acesso à Taça UEFA.
No ano seguinte a aventura pela Europa não durou muito, pois logo na 1ª eliminatória perdeu com o Olympique Lyonnais (0-1 e 1-0), mas foi suficiente para se afirmar definitivamente como a melhor equipa algarvia até então. Acabava de ultrapassar os mais directos rivais algarvios com a 16ª presença na 1ª Divisão (mais que qualquer outro), a presença na Taça UEFA (igualando o Portimonense) e a final da Taça de Portugal (igualando o Olhanense).
Manter-se-ia na 1ª Divisão até 2001/02 (entretanto designada “I Liga” desde 1999/00), quando entra no período mais negro da sua história, sofrendo a maior crise de sempre do clube e descendo consecutivamente de divisão três épocas seguidas, parando apenas na 3ª Divisão, mas culminando com a desclassificação em 2005/06, por ter dado 3 faltas de comparência devido a dificuldades financeiras que impediram a inscrição da equipa sénior deste ano.
Contudo, o clube renasce no ano seguinte, começando pelo patamar mais baixo do futebol, a 2ª Divisão Distrital. Nesta época de "re-estreia", o SC Farense sagra-se Campeão Distrital da 2ª Divisão.
Palmares do Farense
Taça de Portugal
45 Presenças - Melhor: Finalista em 1989/90
Campeonato Nacional da 1ª Divisão:
23 Presenças - Melhor: 5º lugar (1994/95)
Campeonato Nacional da 2ª Divisão:
36 Presenças - Títulos: 2 (1939/40, 1982/83)
Campeonato Regional do Algarve:
06 Títulos (1914/15, 1917/18, 1921/22, 1933/34, 1935/36, 1937/38)
Campeonato Distrital da AF Algarve (2ªDivisão):
01 Título (2006/07)
Taça UEFA:
1 presença (1995/96) - 2 jogos

sexta-feira, outubro 23

Vou para a serra


Bom fim-de-semana

quinta-feira, outubro 22

E de Estádio de S. Luís


Para a letra E estava indeciso entre o estacionamento e o estádio!
Prevaleceu o estádio até porque tive o apoio do leitor Fernando, que espero continue a enviar umas dicas!
Quando falarmos de trânsito falaremos de estacionamento!
Haverá algum Farense que tenha conseguido resistir a ir ao Estádio S.Luís?
Sinceramente, não acredito!
Lembro-me do velhinho S.Luís, ainda em terra batida, e onde comecei a acompanhar o nosso Farense!
Tardes de glória e também de alguma tristeza!
Mas aquela subida vertiginosa da 3ª. à 1ª. divisão, com Aníbal Guerreiro e João Pires, como timoneiros da equipa, foi a rampa de lançamento para um Grande Farense!
Daí para a frente, independentemente do percurso desportivo, o Farense passou a marcar lugar de honra no futebol nacional, deixando de ser um clube local/regional, para ser um clube a nível nacional!
Com o trabalho de grandes Farenses, como José Custódio, Brazão Gonçalves, Jorge Cachaço, Fernando Barata, António Boronha, e muito e muitos outros, o Estádio S.Luís passou a receber os grandes e o Farense a bater-se taco-a-taco com todos!
Lembro-me do arrelvamento do estádio! Todos os dias por lá passava a ver a evolução das obras!
Depois foi a electrificação! Mais à frente como estádio onde iria decorrer uma competição a nível europeu, sofreu uma transformação mais profunda e passou a ser um estádio condigno!
Grandes momentos vivi no Estádio S.Luís!
Momentos de glória, com jogos empolgantes, com vitórias sobre os grandes que deixavam Faro e os Farenses orgulhosos da sua equipa, alternando às vezes com casos onde com frequência éramos penalizados pelo "aparelho" que tudo esmagava!
Mas, na natureza nada se perde, tudo se transforma!
O Farense caiu em desgraça e acabou fora das competições!
O passivo tinha atingido números medonhos, com dividas ao fisco e S.Social, penhoras, tribunais, e para salvar o Farense, os sócios resolveram vender o Estádio S.Luís!
Mas, como é costume dizer-se, quanto mais mal está o cão mais as pulgas lhe mordem!
Face aos 11 milhões de dividas, e calculado o valor comercial em 15 milhões, foi posto à venda!
Só que a maldita crise inviabilizou a venda! A única oferta foi de 5 milhões! Foi refeito o projecto para o tornar mais apetecível, mas, todos sabemos como anda o ramo imobiliário!
Assim, ali está o Estádio S.Luís, sem vida própria, moribundo, até que chegue a altura de ir abaixo, certamente dando lugar a várias torres de betão !
Será um dia triste para Faro e para os Farenses, mas a vida continua...
Fica aqui um pouco da história do Estádio S.Luís
..............................................................................
O Estádio Municipal de São Luís situa-se na cidade de Faro e foi ao longo dos anos o palco de jogos do principal clube daquela cidade algarvia o Sporting Clube Farense bem como uma das principais infraestruturais desportivas daquela região do país.
Aquele recinto foi mandado edificar em 1922, curiosamente ano do nascimento do Vitoria Sport Clube, por um emigrante português radicado nos Estados Unidos da América de seu nome Manuel Santo. É precisamente do nome do impulsionador do projecto que nasce o primeiro nome atribuído ao Estádio Municipal de São Luís, já que nos seus primórdios, aquele recinto de jogos era apelidado de Santo Stadium.
O Santo Stadium, hoje denominado por Estádio de São Luís, foi construído junto à Igreja de São Luís, na cidade de Faro, e desde logo dotado de infra-estruturas e comodidades invulgares para aquele época, destinadas a bem servir o publico como várias modalidades desportivas.
Foi inaugurado em Maio ou Junho de 1923, data a partir da qual o Sporting Clube Farense, começou a utilizar aquele complexo desportivo como arrendatário.
A partir do ano de 1930, o Santo Stadium passa a designar-se de Campo de São Luís, em substituição da anterior designação, passando, definitivamente a ser intitulado por Estádio Municipal de São Luís após a aquisição daquele espaço pela Câmara Municipal de Faro.
Aquele complexo desportivo da cidade algarvia ficou, a partir de 1960, dotado de iluminação artificial, em 1971 é substituído o pelado por uma superfície relvada.
Estádio Municipal de São Luís, foi um dos palcos do Campeonato do Mundo de Juniores realizado em Portugal no ano de 1991, sofrendo por via disso, diversas obras de ampliação e remodelação naquela altura, e em 1997 passou a ser composto de uma nova bancada lateral descoberta, com maior capacidade, em substituição do antigo peão.
Foi palco de inúmeros jogos das principais competições portuguesas, bem como alguns jogos de futebol internacionais, quer de selecções, quer de clubes, nas épocas em que o Sporting Clube Farense estava na alta roda do futebol luso. Actualmente, fruto da construção do novo Estádio do Algarve, bem como do quase desaparecimento do Sporting Clube de Farense, em face das inúmeras dificuldades financeiras, aquele espaço estará por certo condenado a desaparecer em alguns anos.
.................................................................
O Estádio de São Luís, em Faro, foi mandado construir em 1922 por Manuel Santo (um emigrante regressado dos Estados Unidos) que, levado pelo entusiasmo grande da época, e face à falta de um recinto desportivo digno da cidade de Faro naquela altura, adquiriu um terreno no "espaldão", perto da Igreja de S. Luís, com uma superfície de cerca de 12750 m², para aí edificar o "Santo Stadium" (primeiro nome dado ao estádio, por ser Manuel Santo o seu proprietário).
Os planos da época tinham previstas todas as comodidades possíveis para o público e, além de bancadas, contemplavam paralelamente a construção de camarotes, além de preverem e tomarem medidas para a prática de vários desportos. O estádio previsto foi dos primeiros em Portugal a ser construído com características específicas para o fim em vista.
O "Santo Stadium" abriria as suas portas pela primeira vez ao público em Maio de 1923, e logo a 24 de Junho desse ano recebeu o seu primeiro grande evento, a final da 2ª edição do Campeonato de Portugal, onde o Sporting CP levou de vencida a formação da Académica de Coimbra por 3-0. Foi a primeira vez, e uma das raríssimas ocasiões em que o referido evento se disputou fora dos grandes círculos de Lisboa e Porto.
Segundo notícia publicada em 21 de Setembro de 1924, o Sporting Clube Farense decide em Assembleia Geral, contratar com o proprietário do "Santo Stadium" o arrendamento do campo, para onde seriam transferidos os jogos do clube.
A partir de 1930 passa a designar-se de "Campo de São Luís", em detrimento da antiga designação.
A 25 de Novembro de 1942, o estádio é adquirido por Eusébio Tomás Lopes e quinze anos mais tarde, em 14 de Dezembro de 1957, é lavrada escritura que transfere o estádio para a autarquia municipal, por permuta com outros terrenos.
A Câmara Municipal de Faro mudou então o nome para "Estádio Municipal de São Luís", unicamente devido à sua posição geográfica.
Em 1960 são inaugurados os balneários novos e electricidade, e em 1971 foi inaugurado o relvado.
Em 1986, a 1 de Abril, a Câmara Municipal de Faro cede ao SC Farense o estádio de São Luís, no dia em que o clube completa 76 anos.
Em 1990 recebeu obras de ampliação e melhoramentos tendo em vista a recepção do Campeonato Mundial de Juniores de 1991, realizado em Portugal.
Em 1997 foi demolido o peão e construída a "Bancada Nova".

quarta-feira, outubro 21

António Vitorino d´Almeida


D de DOCA

Todas as terras que nasceram junto ao mar, ou rios, têm uma mais valia de beleza natural que normalmente é bem “explorada” e confere a essas terras um pólo de atracão importante!
É o caso de Faro, Capital da Ria Formosa, que tendo o mar a seus pés, tem uma Doca, a quem já alguém chamou a “marina dos pobres”!
Quem isto disse foi feliz na frase!
Apesar das melhorias que ao longo do tempo têm sido feitas, a nossa Doca, deixa muito a desejar!
Lá estão ancorados umas centenas de barcos, que são todos de pequeno calado, porque só esses podem entrar!
Qualquer pequeno veleiro já não entra, pois o “arco do triunfo da Doca” não o permite!
O caminho de ferro continua a fechar a cidade ao mar!
É verdade que já há projecto e dinheiro para uma marina exterior, mas até que esteja pronta temos que tratar da nossa Doca!
A sujidade da Doca é alarmante! Os turistas que nos visitam ficam horrorizados com tanta porcaria que vêm!
Não sei a quem cabe a responsabilidade de manter a Doca limpa! Será o Domínio Publico Marítimo ou a Câmara?
Também muitos de nós Farenses, somos responsáveis pois muitas vezes somos os primeiros a conspurcar a Doca!
Assim urge que as autoridades competentes accionem os meios normais para que a Doca seja submetida a uma limpeza profunda!
Certamente que os colectores que descarregam para a Doca podem ser sujeitos a algum tipo de filtragem! Em frente aos Bombeiros Voluntários lá está um em permanente descarga! É um triste espectáculo que é necessário acabar! Como, não sei, mas que tem que acabar julgo que todos estaremos de acordo!
Também o quartel dos Voluntários é uma aberração continuar ali! Mas a este assunto voltaremos noutra ocasião!
Face a tudo isto os Farenses esperam quem, quem de direito ordene uma rápida acção de limpeza à nossa Doca até porque somos “TODOS POR FARO”!
Deixo-vos um artigo que nos dá grande esperança de uma solução definitiva!
...................................................
A Câmara de Faro assinou um acordo com o Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM) que lhe permitirá renovar parte da frente de Ria da cidade e participar mais na gestão desta área. O projecto mais emblemático é a de uma Doca de Recreio, exterior à actualmente existente.
O investimento de quatro milhões de euros necessários para construir a infra-estrutura foi entretanto assegurado pelo Governo.
No PIDDAC do Orçamento de Estado para 2009, há uma rubrica de dois milhões de euros para construção da doca de recreio e o presidente da autarquia farense José Apolinário garantiu ao «barlavento» que verba igual será destinada ao mesmo fim, em 2010.
O autarca conta ter a doca exterior a funcionar e a sua envolvente totalmente recuperada «no Verão de 2010». A construção desta infra-estrutura não impedirá a construção de uma marina internacional, o projecto em que deverá assentar a renovação de toda a zona ribeirinha do Bom João, junto ao cais comercial, garantiu Apolinário.
Apesar do cuidado que tem existido por parte de todos os envolvidos em designar o projecto que avançará em breve como Doca de Recreio, em vez de porto, no PIDDAC a inscrição fala em Porto de Recreio.
A cautela está ligada ao facto de, no POOC do Sotavento, apenas estar previsto um Porto de Recreio para Faro, um ponto em que a oposição tem insistido, na crítica ao actual projecto.
Independentemente da designação, a doca vai mesmo avançar e será lançado ainda este mês o concurso para a execução do projecto. O concurso para execução da obra só deverá ser lançado já em 2009 e o projecto ainda terá de ser alvo de uma Avaliação de Impacte Ambiental.
Associada ao projecto da infra-estrutura portuária haverá uma forte componente comercial. Entre a linha e a doca será construído um aterro e, posteriormente, uma área pedonal e de lazer, que permitirá a fruição daquela zona pela população.
Ao mesmo tempo, será criada uma passagem inferior à linha-férrea, «pedonal e ciclável», para permitir um acesso seguro à zona.
O protocolo assinado refere-se à zona entre a estação de caminho-de-ferro e o Cais da Porta Nova. Além da nova doca exterior, o contrato contempla ainda a melhoria da já existente e a regeneração urbana da zona envolvente.
Entretanto, foi já reabilitado o ancoradouro do cais da Porta Nova e recuperada a zona de atracagem para os mariscadores e viveiristas, dentro da doca interior. Ainda por definir, está o futuro da zona terrestre nas traseiras do Hotel EVA.
A ideia original era construir aqui um silo automóvel, para estacionamento, mas isso depende ainda das propostas que surgirem no concurso de ideias que foi lançado pelo IPTM e pela Câmara de Faro.
Na assinatura do protocolo, esteve presente a secretária de Estado dos Transportes Ana Paula Vitorino que garantiu que a inclusão das autarquias na gestão das zonas urbanas, em áreas portuárias, é um dos objectivos estratégicos da política do Governo para o sector.

terça-feira, outubro 20

Só uma pergunta














Algum dos anteriores Presidentes da Câmara de Faro teria reagido como fez o actual relativamente à exclusão do Algarve pela candidatura ibérica ao Mundial de Futebol 2018 ou 2020 ?

Novos inquilinos

Tomaram há pouco posse os novos inquilinos da Câmara de Faro!
Teatro das Figuras cheio, muita gente, entre autoridades, vencedores e vencidos, gente que só lá vai para se mostrar, anónimos e algum "povo genuíno"!
Discursos a condizer!
À entrada recebi do Dr. José Apolinário o cumprimento mais frio e distante que alguma vez trocou comigo!
Compreendo o seu estado de espírito!
Eu, provavelmente, teria uma pior reacção!
Em situação semelhante, José Vitorino deixou de me falar!
Acredito que o Dr. José Apolinário não fará o mesmo!
Aos que saem desejo tudo de bom!
Aos que entram peço muito trabalho e dedicação!
Faro merece até porque somos "TODOS POR FARO"!

Tomada de posse

Hoje, às 18 Hs., no Teatro das Figuras, tomam posse os autarcas que ganharam as eleições do pasado dia 11.
A expectativa é grande sobre o que se espera que esta nova equipa venha a fazer!
Os dados estão lançados!
Boa sorte para os eleitos e tudo de bom para os candidatos que o não foram!
Começa hoje mais um capitúlo da história de Faro!
Daqui a 4 anos os Farenses irão analisar o que foi feito!
Espero que Macário e os seus pares alterem o que tem sido comum na nossa Cãmara que é um presidente raramente ser reeleito!
O último creio ter sido o meu Amigo João Botelheiro!
Também nos cabe a nós, Farenses comuns, dar "alertas" para o que está mal!
O "faro este" assim o fará, até dentro do principío criado de
"TODOS POR FARO"

segunda-feira, outubro 19

Café Aliança

A letra C serviria para falar de muita coisa de Faro, mas, porque acho o assunto de extrema prioridade resolvi vir falar do Café Aliança!
O Café Aliança é um ex-libris de Faro e que está fechado há meses!
Pela sua importância urge que, proprietário e autoridades envolvidas, conjuguem esforços pela reabertura urgente do mesmo!
É um monumento nacional, e muita da história de Faro terá sido feita à mesa desta casa centenária!
Lembro-me em miúdo lá ir com o meu Pai!
Ali se juntavam as forças vivas da cidade!
Eram discutidos os assuntos mais variados e certamente muito se conspirou no Café Aliança!
A galeria fotográfica que decora todo o café é de um valor extremo!
Lembro-me que às quartas-feiras ali funcionava a bolsa!
Mas era uma bolsa especial! Era a bolsa dos frutos secos!
Os grandes produtores algarvios ali se juntavam e negociavam os seus produtos, em especial a alfarroba e a amêndoa!
O Café Aliança tem que voltar a abrir!
A Câmara Municipal terá certamente uma palavra a dizer nesta matéria!
Recordo que muitos guias turísticos de Portugal indicam o Café Aliança como ponto de interesse a visitar em Faro!
Sei que foi a ASAE que fechou o estabelecimento!
Mas será que é assim tão difícil fazer as alterações necessárias para que ele esteja novamente de acordo com a lei?
Não conheço pormenores do auto levantado, mas não me parece que as irregularidades sejam ao ponto de serem inultrapassáveis!
Actualmente só funciona uma ala do Café Aliança, em precária situação, mas mesmo assim lá está todos os dias um grupo de resistentes a quem muitos apelidam de “formiga branca”!
Boa gente que discute Faro.
Deixo-vos dois pequenos artigos que tirei da net e que contam um pouco da história do Café Aliança.
...................................
Salão e Café ALIANÇA, em Faro
Inaugurou-se a 19-10-1930 o “Salão Aliança” propriedade de José Pedro da Silva, o qual ficou equipado com três bilhares do mais moderno que existe, cuja decoração e equipamento preenche os mais elevados padrões ao nível do que melhor existe em Lisboa.
Em 12-6-1932 inauguraram-se as novas instalações do Café Aliança que davam para a Rua D. Francisco Gomes, nos moldes e aparência que ainda hoje ostenta.
A remodelação e ampliação da antiga e modesta «Leitaria Aliança», ficou a dever-se ao moderno espírito de iniciativa empresarial de José Pedro da Silva, que desse modo passou a ser visto pela sociedade farense como um verdadeiro benemérito, pois que ao contrário dos ronceiros empresários locais, acreditava nas potencialidades da cidade, investindo avultados meios financeiros para transformar aquele humilde estabelecimento num amplo e bem iluminado café, ao nível dos melhores de Lisboa.
Data dessa altura a construção da sua monumental porta giratória, inspirada nos melhores estabelecimentos franceses, merecendo igual surpresa a amplitude das instalações, os modernos bilhares da sala de jogo, o seu excelente mobiliário, o bom gosto da decoração das paredes, a exuberante refulgência dos seus espelhos e sobretudo o artístico friso de fotografias da autoria de Zambrano Gomes, verdadeira galeria de propaganda das potencialidades turísticas do Algarve.
J.C.V.M.
Publicada por José Carlos Vilhena Mesquita
PROMONTÓRIO da MEMÓRIA
...........................................
Café Aliança Registo inserido e validado por: Tânia Rodrigues
O Café Aliança é o mais antigo café da cidade e o de maiores tradições culturais.
Ocupa o rés-do-chão do edifício mandado construir por José Pedro da Silva constituindo, no conjunto, um interessante testemunho da arquitectura revivalista.
Para além do acesso principal e outro nas traseiras apresenta ainda uma entrada lateral que permite o acesso através do quiosque.
Observações: O edital camarário n.º 96/04 informa a classificação do imóvel, aguardando-se a publicação em Diário da República.
Domínios: História Arquitectura
Protecção: Imóvel de interesse público
Propriedade: Privada Documento legal: Despacho do MInistro da Cultura de 26 de Maio de 2003
Classificação geral: Edifícios e Monumentos : Arquitectura civil : Cultura e Lazer : Café
Classificação geográfica: Continentes : Europa : Ocidental : Portugal : Algarve : Faro : Faro : Sé
Classificação temporal:
História : Idade Contemporânea Séculos : Depois de Cristo : Séc. XX
Morada: Rua D. Francisco Gomes, n.º 7 a 11; Rua da Marinha, n.º 8 e 12; Praça D. Francisco Gomes, n.º 5. Local: Faro Código postal: 8000-306 Faro Página Web: http://www.monumentos.pt/scripts/zope.pcgi/ipa/pages/frameset?nome=ipa&upframe=upframe3&downframe=ipa.html
http://www.ippar.pt/pls/dippar/pat_pesq_detalhe?code_pass=333112
Visualizar mapa
Cronologia: (4)
(1930) Deu entrada na Câmara Municipal de Faro o projecto para a construção do edifício.
(1943 - 1970) O edifício foi utilizado como bolsa de valores da economia da região onde se discutia os valores de produtos como a alfarroba, figo, amêndoa e cortiça.
(2003-05-26) Classificação do Café Aliança e Edifício com a categoria de Imóvel de Interesse Público (IIP).
(2004) Obras de reabilitação no interior do café

domingo, outubro 18

Bairro Centenário

No abecedário de Faro, estamos hoje com a letra B e vai daí estamos no Bairro Centenário!
Confesso que sei muito pouco da história deste bairro, e não encontrei nada na net para me ajudar!
Pelo que me disseram era um bairro de cantoneiros e que foi construido pela Junta Autónoma das Estradas, hoje, Estradas de Portugal !
Independentemente da sua origem e história, e espero que algum dos leitores possa dar uma ajuda neste capitúlo, este bairro vive paredes meias com um complexo habitacional de alta densidade e o Estádio de S. Luís.!
As casas térreas vão mantendo alguma dignidade, e sei que a Provectus (IPSS) tem aí a sua sede!
O que não pode continuar é com os arruamentos em terra e esburacados, com carros abandonados e um certo de ar de tristeza para não dizer pobreza!
Parece-me uma zona que recuperada poderá ser um ponto de interesse da nossa terra!
Com calçada portuguesa, recuperado o fontanário, eventualmente convidando as Estradas de Portugal a aproveitar uma das casas e fazer um pequeno museu dos equipamentos usados pelos cantoneiros há 100 anos, talvez aquele Bairro recuperasse a dignidade que os Farenses querem e merecem!
O que me parece inquestionável é que não pode continuar abandonado como até agora!
O "Faro este" espera que os seus leitores alvitrem soluções para aquele espaço e,
entretanto, a Câmara terá que ir pensando neste assunto!
Como alguns leitores sugeriram também para a letra B o Barco da Carreira e o Bom João, aguardo que me enviem as suas estórias!
Vamos pensando o que dizer relativamente à letra C.

sexta-feira, outubro 16

SALIR TT - 2009

No próximo fim-de-semana vai para a estrada, ou melhor, para os trilhos, mais uma edição do Salir TT, concentração turística todo -o-terreno, que junta entre viaturas 4x4 e motos, mais de 200 participantes!
Será um bom pretexto para visitar o interior algarvio, visitar Salir, considerada a capital do todo-o-terreno, e ver passar a caravana numa das muitas zonas espectáculo do percurso!
A rede viária do interior algarvio tem tido nos últimos anos uma melhoria sensível!
De Faro a Salir é já uma autêntica pista!
Esta é uma boa aposta que tem sido feita pela edilidade de Loulé, que sabe como é importante criar acessos para o interior!
O Algarve não é só praias!
Bom fim-de-semana!

quinta-feira, outubro 15

Abecedário de Faro

À laia de descompressão da campanha eleitoral, começa hoje uma forma diferente de falar de Faro!
O abecedário de Faro não é senão a forma de a cada letra associar um artigo sobre Faro!
E começando pelo A, lembrei-me de ALAMEDA!
A Alameda é um cantinho da nossa terra que a todos enche de orgulho!
Todos nós temos algo para contar que se tenha passado na Alameda!
Pessoalmente recordo que ali joguei hóquei em patins, assisti a grandes jogos de basquete do Farense, fui a bailes e espectáculos que recordo alguns serem a favor da Casa dos Rapazes, terei estado naqueles bancos mais escondidos e mais recentemente para ali fui muitas vezes passear os meus filhos!
É realmente um jardim fantástico com uma beleza incomparável!
Convido os Farenses a virem aqui avivar a memória de todos, com assuntos ligados à Alameda!
Fiz uma recolha sobre a Alameda e encontrei:-
Jardim situado na zona leste da cidade, perto da Ria Formosa, começou a ser construído ainda no final do século passado. Constitui o maior espaço ajardinado de Faro, sendo composto por um pequeno bosque onde predominam várias espécies da fauna e da flora. No topo do jardim existe um interessante edifício de gosto neo-árabe, que já foi Matadouro Municipal.
De geração em geração, o jardim público mais antigo de Faro continua a ser o local privilegiado dos passeios de fim-de-semana
Ponto de encontro dos habitantes de Faro, a Alameda João de Deus teve honras de se assumir como centro lúdico da cidade no final do século XIX, quando aosfins-de-semana as famílias ali exibiam os seus melhores trajes em ambiente de descontracção próprio dos dias de lazer.
Hoje, mais de um século depois, o centro da capital algarvia está confinado à zona costeira, mas a Alameda continua a reunir a preferência das famílias farenses que aproveitam este espaço único da cidade para gozar a tranquilidade cada vez mais difícil de encontrar junto aos centros urbanos.
De geração em geração, o jardim tem sido testemunha silenciosa de relatos de experiências, assistiu ao desenvolvimento de muitas ideias, tornou-se confidente de segredos e viu nascer e crescer muitas histórias de amor.
A Alameda João de Deus é por isso mesmo um jardim de memórias, testemunho de conversas, piropos, namoros, casamentos e outras tantas histórias passadas ou actuais que marcaram a vida dos farenses.
Inspiração islâmica
O jardim público mais antigo da capital algarvia foi construído no século XIX e deve o nome ao poeta e pedagogo João de Deus, autor da célebre «Cartilha Maternal», adoptada em Portugal como método oficial de aprendizagem da leitura a partir de 1888.
Da época, este espaço guarda a traça original e as antigas casas dos jardineiros, instalações que actualmente servem de apoio às numerosas actividades que têm lugar na Alameda.
A fachada neo-islâmica (património classificado) do antigo matadouro da cidade remonta à data de construção do jardim e constitui hoje um dos três acessos.
A Biblioteca Municipal de Faro, que fica paredes-meias com o jardim, aproveitou o espaço do antigo espaço do matadouro para ali se instalar e a sua imponente fachada com motivos orientais faz a transição entre este espaço cultural e a Alameda.
Faro é actualmente uma autêntica cidade universitária com 12 mil estudantes que animam e têm um peso considerável na economia da capital do Algarve.
Também eles são assíduos frequentadores deste espaço verde que reúne as condições ideais para ler ou navegar gratuitamente na Net, porque a autarquia dotou a zona de acesso à Internet sem fios, como forma de captar visitantes.
Para todas as idades
Há pouco menos de dois anos, o jardim foi alvo de uma intervenção que permitiu a plantação de meia centena de árvores e cerca de 500 novos arbustos, além da repavimentação e da instalação de ummini-golfe.
Com as últimas obras de melhoramentos concebidas a pensar em todas as faixas etárias da população, que dotaram o parque de dois parques infantis e uma zona destinada ao exercício físico dos mais velhos, é comum assistir-se às habituais brincadeiras das crianças enquanto os idosos vão mantendo a forma no parque geriátrico.
Uma iniciativa da Câmara Municipal de Faro, ímpar em jardins públicos nacionais
Sempre que o Sol espreita, é raro encontrar algum equipamento de diversão livre.
Crianças e adolescentes deliciam-se com os campos de mini-golf e de futebol, onde pais e avós ensinam aos mais pequenos os primeiros passos associados a estes desportos.
Fruto de parcerias com diversas empresas e instituições, o jardim é palco de outros eventos e actividades praticamente todos os fins-de-semana.
As aulas de Yoga no relvado, por exemplo, têm muita aceitação junto dos visitantes, causando o espanto e a admiração de muitos perante os harmoniosos exercícios realizados em perfeita comunhão com a natureza.
Para momentos de maior intimidade, o jardim reserva um pequeno recanto, ladeado de banquinhos de cimento a imitar troncos de árvores, que beneficia da sombra e frescura da água dos pequenos riachos circundantes.
Numa área com cerca de dois hectares convivem harmoniosamente plátanos, palmeiras, malvas e cinerárias, entre as largas centenas de espécies que dão vida ao jardim.
Os pavões são, contudo, o ex-libris daquele espaço.
Passeiam-se livremente pelo corredor principal ou pelas zonas ajardinadas e com um pouco de sorte pode apreciar o ritual de conquista próprio destas aves, quando o macho abre a cauda em forma de leque para atrair a fêmea, num espectáculo de rara beleza.
Em cativeiro, podem ser apreciadas outras aves exóticas e alguns coelhos, que atraem a curiosidade dos mais pequenos sempre ávidos de novas descobertas.
Do simples passeio a actividades desportivas ou de diversão, a alameda de Faro é um pequeno oásis para os amantes das actividades ao ar livre..
O Antigo Matadouro de Faro
Tendo esta edilidde conhecimento de que se estava a construir um matadouro em Coimbra, solicitou, em1896, aos responsáveis daquela câmara, que enviassem uma cópia do projecto.Como resposta veio a esta cidade o concessionário daquele empreendimento, Guilherme Cardoso, mostrar diversos projectos, uns em construção, outros já concluidos.
De imediato começaram as obras no término da principal avenida recém criada Alameda Vasco da Gama, estando concluidas três anos depois, em 1899.
É considerado uma das mais expressivas manifestações de arte Neo-Árabe.
A renovação do espaço deu-se em 1999, tendo a nova Biblioteca Municipal Ramos Rosa surgido no mesmo espaço em 2001.
Do Matadouro, ficou apenas como testemunho a sua fachada que serve hoje em dia como porta para o átrio principal.

Podem ir pensando num tema para a letra B.

"Escutas" na Presidência da República

Afinal é mesmo verdade !

quarta-feira, outubro 14

Autárquicas 2009 – Dossier encerrado

No “ano de todas as eleições”, terminou no passado Domingo este “ciclo louco” de campanhas!
Ganhou quem ganhou e terminada a guerra há que limpar espingardas!
O “Faro este” que desde cedo se alistou na guerra das autárquicas, termina aqui um período que foi quase em exclusivo dedicado às eleições!
Apoiou a coligação “Faro está primeiro” que conquistou a Câmara de Faro que será presidida por Macário Correia!
Elegeu 5 autarcas contra 4 do Partido Socialista!
Se em termos de gestão da Câmara estes números dão alguma tranquilidade, não podemos esquecer, que a Assembleia Municipal continua na mão do PS.
Pede-se bom senso, para que Faro possa emergir das profundezas onde tem estado!
Este blog, continuará a falar da cidade, e não só, e não hesitará em chamar a atenção dos governantes locais quando achar que algo não está bem!
Não estou subjugado a Macário nem a ninguém!
Não sou filiado em nenhum partido/movimento/coligação e não me preocupa a chamada disciplina partidária!
Defendi Macário e os seus pares para que obtivessem a desejada vitória!
Mas, não deixarei, quando necessário, de enviar recados a esta nova equipa, quando tal se justificar!
Espero que não sejam muitos e que em vez de recados possa enviar agradecimentos por tudo aquilo que forem fazendo pela nossa terra!
Há muito que fazer!
E se há obras que não são fáceis de fazer andar, outras há que facilmente podem ser feitas com resultados a curto prazo!
Faro é uma cidade suja!
Há que atacar já esta péssima imagem que a cidade dá!
Macário Correia tem este assunto como prioritário! Vamos ver como vai ser na prática!
Mas, compete-nos a todos ser um pouco mais cuidadosos nesta área!
Com um esforço dos serviços competentes e com mais cuidado por parte dos Farenses, acredito que a nova imagem de Faro será em breve uma realidade!
Por fim quero só deixar duas palavras a todos aqueles que me injuriaram e ofenderam, por vezes de forma ordinária, por eu ter publicamente assumido a defesa de um projecto liderado por alguém que conheço e admiro!
Por mim, é passado!
Espero que o “Faro este” possa ser “alimentado” por todos os Farenses com assuntos que verdadeiramente sejam de interesse para a nossa terra!
O meu novo slogan é agora “TODOS POR FARO”!

terça-feira, outubro 13

Carta Aberta ao Eng. Macário Correia

Caro Eng. Macário Correia
Os meus melhores Cumprimentos!
Se ontem publiquei aqui uma carta-aberta ao Dr. Apolinário em jeito de despedida, chegou agora a vez de me dirigir a si, a dar-lhe as boas vindas!
Como sabe o “Faro este” foi quem há largos meses deu em primeira mão a notícia que o Eng. Macário Correia seria candidato à Câmara de Faro pelo PSD!
Também se recordará que desde logo manifestei todo o meu apoio na sua candidatura!
E foi o que fiz nestes últimos tempos, na tentativa, felizmente conseguida, de que viesse a ganhar a Câmara da minha terra!
Posso assim dizer, que tal como milhares de Farenses, eu também ajudei a consumar-se a sua vitória!
E se teve o meu apoio não foi por mero acaso, ou como muitos insinuaram, que eu estava sempre, de 4 em 4 anos, a atirar abaixo quem estava no poder!
Foi porque conhecendo o seu curriculum, e a obra que tem feito, reconheci em si o melhor candidato para Faro!Nem tão pouco foi por ser candidato pelo PSD!
É uma das muitas vantagens de não ter filiação partidária!
Se fosse por qualquer outro partido ou movimento, teria da mesma maneira o meu apoio!
Espero e desejo que os próximos 4 anos confirmem tudo isto!
Quando um blog assume declaradamente o apoio a uma causa já sabe que vai ser alvo dos mais míseros ataques dos defensores da oposição!
Posso dizer-lhe que fui enxovalhado inúmeras vezes pelos tais anónimos, que não tendo argumentos entram pela via da ordinarice!
Claro que essas ofensas não me tiraram o sono nem me afectaram de modo algum!
No entanto, e porque quero daqui a mais 4 anos estar novamente a dar-lhe todo o meu apoio, tenho que manifestar-lhe o meu sentimento e apreensão, relativamente a algumas formas de actuar, que são públicas, com ou sem fundamento, e não são abonatórias para o Eng. Macário Correia!
O engenheiro tem fama de “ditador”!
Quero, posso e mando!
Recuso-me a acreditar que isto corresponda minimamente à verdade!
Pelo que o conheço e pelo que já conversámos, sei que é uma pessoa exigente, pontual, trabalhadora, eventualmente pouco simpática, mas nunca ditadora!
Quando é preciso fazer trabalhar alguém que há anos nunca fez nada, é sabido que vão aparecer os ataques e ofensas!
A disciplina é fundamental para se conseguir seja o que for!
Como sabe tenho desde há muito chefiado equipas de trabalhadores, e exigo disciplina, pontualidade, respeito e correcção, seriedade, actuações claras, capacidade de trabalho, e tudo aquilo que se pode e deve exigir a um trabalhador !
Mas, esses trabalhadores sabem que quando precisam de alguma coisa eu estou na primeira linha para os ajudar!
Julgo que nunca um colega me tenha apelidado de ditador!
Mais ainda, sei que tenho em todos verdadeiros amigos e já tenho tido provas disso!
É isso que espero do Eng. Macário Correia relativamente a todos os trabalhadores da Câmara, muitos dos quais, envenenados por pessoas de baixo nível, receiam a sua chegada!
Sei que rapidamente tudo vai normalizar!
Está muito na mão do Eng. Macário o conseguir fazer a máquina emperrada da câmara começar rapidamente a funcionar!
“As máquinas funcionam por si, mas o bicho homem tem sempre que dar ao botão!”
Tenho a certeza que brevemente a fama de “papão” terá passado e teremos à frente da nossa câmara uma pessoa competente, afável, amigo do amigo e que nos honrará pela maneira como superiormente fará de Faro e do seu concelho, algo que nos encha de orgulho e seja um exemplo a nível nacional!
O meu novo slogan é agora “TODOS POR FARO!”e,
Seja bem vindo.

Atentamente
Pedro Cabeçadas
(“Sherif do Faro este”)

segunda-feira, outubro 12

Carta Aberta ao Dr. José Apolinário

Caro Dr. José Apolinário
Os meus melhores Cumprimentos
A vida é feita de altos e baixos, de vitórias e derrotas! Mas, ela não pára senão quando chegar o dia do "ajuste de contas"!
Até lá todos temos que continuar a lutar arduamente pelos nossos ideais!
Resolvi dirigir-lhe algumas linhas, pois há pouco mais de 4 anos quando o Dr. Apolinário se perfilou como o candidato do PS à Câmara de Faro, eu decidi apoiá-lo, não tanto pelo seu curriculum, que confesso pouco conhecia, mas, sobretudo porque era o único candidato que poderia retirar a Câmara a "uma aberração" chamada José Vitorino!
Talvez se recorde que eu apelava ao voto útil no PS!
O seu passado público falava de uma passagem pela secretaria das pescas, como secretário de estado, pela Assembleia da República como deputado, e algum protagonismo a nível interno do Partido Socialista!
Era portanto um candidato que de provas dadas tinha pouco!
Havia que dar-lhe o benefício da dúvida!
Mas, era indiscutivelmente o único que poderia ganhar a câmara ao candidato do PSD!
Apoiei a sua candidatura, até porque incluía um Amigo, Augusto Miranda que considero um grande homem, e que acabou por ser traído por si!
A forma como o Dr. Apolinário excluiu Augusto Miranda da sua lista foi muito pouco digna!
O povo diz que "o corno é o último a saber...."
E se o excluiu para transmitir a mensagem que a culpa do não funcionamento da Câmara residia em Augusto Miranda, sacudindo assim a àgua do seu capote, terá dado um grande tiro no pé!
É verdade que Augusto Miranda falhou, e falhou sobretudo porque tinha encima de si demasiados pelouros!
Cheguei a dizer-lhe que músico que toca muitos instrumentos, não toca nenhum bem!
Mas,bem ou mal ele fez o seu melhor e até posso concordar que a sua continuidade na vereação da câmara era questionável!
Mas, o que o Dr. Apolinário fez foi demasiado baixo para com um amigo(?) e companheiro de luta!
Augusto Miranda irá agora "servi-lhe em bandeja de prata os cerca de 130 votos que ditaram a derrota do Dr. Apolinário!"
E se a sua imagem pública era bastante boa, este seu acto banalizou-o e mete-o no saco dos políticos de má fama!
Se mais não houvera está aqui um dos motivos da sua derrota!
Mas, infelizmente, há muito mais!
O seu exercício caracterizou-se u por uma inépcia assustadora!
A câmara de Faro, a maior empresa do concelho, funcionava mal, dizia o Dr. Apolinário, pelos vícios criados no exercício de José Vitorino!
O que é certo é que se funcionava mal, o Senhor deixou-a a funcionar pior!
E, se em termos financeiros o Dr. Apolinário foi encontrar uma câmara asfixiada, agora está muito pior que há 4 anos!
E se os acessos a Faro, um dos cancros da nossa cidade, estavam mal, agora estão na mesma!
E se a habitação social estava mal, agora está na mesma!
E se a saúde, a educação, o ambiente, o comércio, a limpeza, os jardins, o apoio à terceira idade, os incentivos aos jovens, etc., etc., etc., estavam mal, hoje não estão melhores!
Para mim, o Dr. Apolinário, numa só palavra foi "um desastre"!
Até posso dizer que o Dr. Apolinário não teve culpa!
Culpa teve quem o indicou para candidato!
E como profissional da política que é, aceitou naturalmente!
Claro que ninguém vai chorar preocupado com o futuro do Dr. Apolinário!
O partido vai arranjar-lhe um lugar digno e bem remunerado!
Já se fala na CCR ou no Governo Civil!
Vira assim o Dr. Apolinário mais uma folha do seu livro da vida!
A próxima página certamente que lhe trará conforto social e financeiro!
Quanto a Faro, também passa a folha para um capitulo novo que todos esperamos seja o fim da tragédia e o recomeço da esperança!
Nada de pessoal me move contra o Dr. José Apolinário!
Foi sempre de extrema correcção para comigo!
Desejo-lhe, onde quer que vá parar, o melhor sucesso que foi o que não teve na câmara de Faro

Atentamente
Pedro Cabeçadas
("Sherif do Faro Este")

domingo, outubro 11

GANHOU MACÁRIO CORREIA

Os Farenses escolheram e votaram em Macário Correia para ser o novo Presidente da Câmara!
Parabéns à coligação, a Macário Correia e aos restantes candidatos!
Parabéns aos Farenses que souberam escolher o seu novo Presidente!
Parabéns aos vencidos por terem lutado com correcção pela vitória!
Terminou a campanha eleitoral e é hora de todos nos juntarmos em torno desta nova vereação!
Faro precisa de todos! Macário será o presidente de todos os Farenses!
Vamos todos pôr de parte a "partidarite"e unir forças para fazer de Faro uma cidade digna de ser capital do Algarve!
Faro começa agora uma nova etapa!
O novo slogan passará a ser
"TODOS POR FARO"
Viva Faro e os Farenses

quarta-feira, outubro 7