sexta-feira, abril 6

VERGONHA

Fila para pagar portagens na A22

VERGONHA !!!!!!

3 comentários:

Anónimo disse...

Todo o Portugal é um campo de concentração, de onde não saem mais pessoas (prisioneiros) porque o arame farpado, agora é em forma de falta de meios (dinheiro) para sair (fugir). Faro,parcela do mesmo, em particular, não tem quase nada em termos de monumentos, arqueologia, (história) com esplendor, para glória desta Terra, e para obsequiar os visitantes, mesmo assim "assassina" uma interessante e curiosa necrópole, às portas que não existem, de uma cidade que também não existe, que dá pelo nome de Faro. "Instituições", auto proclamadas amigas de Faro , recheadas de Doutores, Engenheiros, Regentes agrícolas, reciclados em Engenheiros Técnicos Agrários e de outras nobres, ilustres formações, filhos de Faro e arredores próximos,que devem ter o peito negro de tanto lhe baterem, nada fazem. E do Mayor - Xerife de Faro, nem uma palavra. Faro é Faro, tem e não tem. Faro não tem um Templo de Diana nem o Castelo de Silves, nem nada do género, porque os Povos que por cá passaram, não devem ter achado piada a este pedaço pantanoso do Planeta.Deve ser sina, má sina.

Anónimo disse...

O Algarve é visto pelos portugueses como Cabinda é vista pelos Angolanos.Nós não temos que aceitar as condições impostas por Portugal,o povo Algarvio tem que começar a ter uma voz activa sobre as decisões tomadas para o Algarve.Os politicos tambem devem ser escolhidos com base na naturalidade e não na influencia que possuem para adquirir votos.O Macario pode ser Algarvio mas toma decisões como Português o que acarreta problemas nefastos para a região.Politicos destes não servem para tomar decisões pelo povo Algarvio.

Anónimo disse...

Por falarem em Macário; onde está a Cidade Capital digna desse nome que esse então candidato prometia?
Seria a Capital dos passeios e pavimentos esburacados, do lixo sempre permanente, dos carros abandonados,das taxas sempre a subir, dos parquímetros sem estacionamentos alternativos?. Como algarvio devo perguntar : foi alguma praga que nos pediram?