terça-feira, outubro 27

G de GANGS

Nos últimos dias muito se tem falado de grupos, ou gangs, de jovens, quase todos portugueses, que em Faro têm vindo a espalhar o terror!
São assaltos e outros crimes onde com frequência recorrem à violência!
O Comando da PSP começou por negar a existência destes gangs, mas recentemente veio a público reconhecer a existência de 3 destes gangs, acrescentando que já estão todos referenciados e que irão em breve a tribunal, prevendo-se que alguns dos elementos possam mesmo ficar presos!
Estamos a falar de cerca de 30 jovens, todos rapazes, a maioria de menor idade e que não estudam!
Uma outra fonte diz que estes três gangs concorrem entre si, num campeonato macabro, para “angariar pontos” numa competição em que só a violência é permitida!
Ao que parece, agredir a autoridade é a acção que mais pontos dá!
Mas que país é este e que terra é a nossa onde acontecem estas aberrações e que deixam a população assustada?!
Faro tem crescido nos últimos tempos a uma velocidade acima da média!
Havendo mais população, há mais jovens, e havendo mais jovens espera-se naturalmente novos valores no desporto, no ensino, nos cursos técnicos, etc..
Mas, afinal, isto não acontece e o que se está a passar é aparecerem mais delinquentes e a autoridade a mostrar dificuldade em resolver o problema!
E de quem é a culpa ?
Se entramos por este caminho vamos chegar a D. Afonso Henriques que até bateu na Mãe!
Então, o que fazer ?
Transformar Faro no Rio de Janeiro ? Não é por aqui que se consegue alguma coisa!
Há todo um trabalho no campo social que as autoridades têm que por em prática para conseguirem “agarrar” estes jovens delinquentes!
Normalmente, por detrás deste comportamentos há quase sempre graves problemas familiares!
A acção social tem que identificar as situações e actuar !
Se nos vamos limitar a ver a polícia actuar, então os 3 gangs de hoje serão 6 amanhã, 12 no dia seguinte e por aí fora !
Verdade é que queremos a polícia na rua e com autoridade!
A cidade de Faro precisa ser melhor policiada. Não sei se o contingente que está em Faro será proporcional ao número de habitantes!
O que é verdade é que se vê pouca polícia na rua!
De manhã estão visíveis, pouco actuantes mas visíveis, mas à tarde e à noite quase ninguém os vê!
Estamos assim perante um problema social que requer especial atenção, não deixando é óbvio, de ser controlado pela polícia!
Os Farenses não podem ter medo de andar na rua na sua cidade que sempre foi uma terra pacata! Governo Civil, Câmara Municipal e Acção Social, têm que em conjunto desenvolver programas para terminar com este problema!
A cidade agradece!

8 comentários:

Anónimo disse...

e desde quando é que os politícos se preocupam com o comum cidadão?
tem piada, nunca ouvi falar que alguém de "renome" na nossa praça tenha sido molestado por estes delinquentes.

Anónimo disse...

Pensava que com a letra "G" o tema ia ser - gangrena. O estado em que o sistema partidário e os seus senhores feudais deixaram a nossa cidade.

A. Pinto Pais disse...

Quer dizer, os gangs estão identificados, mas podem continuar a actuar à vontade, não é?
Mas que polícia é esta? Que justiça é esta?
Só neste país...

Anónimo disse...

Cá estaremos se Deus quiser para ver as tomadas de posição dos nossos governantes (nacionais, regionais e locais).
Faço daqui lembrar que há um partido político que muito tem falado na segurança e na necessidade do consequente combate à criminalidade. Por coincidência ou não faz parte da coligação partidária que se encontra no executivo da Câmara Municipal de Faro. E, até hoje nem uma palavra sobre o aumento da criminalidade em Faro. Será que Faro não é Portugal para o CDS???
Os factos descritos são desde à algum tempo do conhecimento público, e nenhuma posição foi tomada quer pelo Governador Civil quer pelo Presidente da Câmara.
Faço daqui um apelo:
Sr. Presidente da Câmara Municipal de Faro tendo em conta a sua legitimidade democrática tome a posição que já há muito devia ter tomado, quanto mais não fosse como candidato desde há 6 meses. Assuma-se realmente como representante dos eleitores de Faro reivindicando e lutando pela Paz que todos merecemos e temos direito.

Anónimo disse...

Realmente começou a ser perigoso andar em Faro à noite!
É necessário uma intervenção rápida para que o fenómeno não aumente!Julgo que o Presidente da Câmara pode actuar junto da PSP.
Queremos que Faro seja uma cidade segura.
PP

Anónimo disse...

Por muito que queiramos, acho que a câmara pouco pode fazer numa situação destas, a não ser limitar o horário dos bares nocturnos, fomentar a boa iluminação nas ruas e reabilitar as zonas mais degradas e abandonadas da cidade.
Esta questão da segurança será mais do Ambito do governo civil, mas sempre articulando com a câmara, claro, e com as autoridades locais.

Anónimo disse...

Está na moda de os problemas sociais serem desculpa para a existencia da bandidagem mais jovem.Primeiro a ordem pública e a segurança, depois a minimização desses problemas sociais.Então e os que têm problemas de pobreza e de desemprego mas que não enveredam por esse caminho ficam esquecidos? Terão os governos de aumentarem os impostos a todos nós para resolverem, via dinheiro, esse problema? Se a polícia é pouca metam a GNR e se estas forças forem insuficientes recrutem mais. Não podem é os cidadãos que fazem mover o País e que pagam os subsídios a muitos que não querem trabalhar,estarem a ser chantageados por esses problemas sociais.Uma facada ou um murro dado por um jovem de 14 anos faz o mesmo estrago que uma facada ou um murro dado por um adulto de 40 anos com ou sem problemas sociais. As leis e os tribunais têm de ser realistas!

Anónimo disse...

Se estão identificados apanhem-nos.