quinta-feira, setembro 24

"CASO FAGAR"


Pela terceira vez, no próximo dia 28, o "caso" Fagar volta à Assembeleia Municipal.
O que está em causa é o novo modelo de financiamento da FAGAR.
Pretendem a Câmara e a Fagar que seja feita a alteração e conformação com a Lei em vigor do Modelo Social e Financeiro da FAGAR”.
Confesso não conhecer em pormenor o novo modelo de financiamento, mas a poucos dias de eleições autárquicas e sendo que em função das eleições poderá haver uma maior "aproximação" da Câmara de Apolinário com a Fagar do Eng. Jacinto, ou o inverso, eu adiaria por uns dias as alterações pretendidas !
Tal como o Governo adiou algumas decisões de fundo para depois das legislativas, alterações importantes da Câmara de Faro também deveriam ser adiadas para depois das autárquicas!
Se o assunto se arrasta há mais de um ano, pode perfeitamente ser agendado para daqui a um mês!
E porque é que a Câmara vem apelar à presença dos Farenses nessa Assembleia!
Que me recorde, é a primeira vez que a Câmara faz este tipo de apelo publico! Porquê ?
O que está por trás desta alteração?
Pois eu, também apelo à presença dos Farenses nessa Assembleia de dia 28, mas para que seja adiada qualquer decisão sobre o assunto!
Até porque FaréFare !!!

5 comentários:

Anónimo disse...

Estertores finais...

Anónimo disse...

A FAGAR deveria manter-se como está, segundo expressa a candidatura do sr. Macário.
E vamos lá a saber porquê?
Será porque o gestor da FAGAR, se ganharem, é que deve fazer as alterações?
Será porque o lugar de gestor da FAGAR, se ganharem, já tem indigitado?
Será porque a indigitação de certo sr., se ganharem, faz parte do acordo da coligação pela qual o sr. Macário concorre?
Será porque, se ganharem, a indigitação é um dos pagamentos que o sr. Macário tem de fazer ao partido que parecia mais relutante em apoia-lo?
E, o indigitado:
Até costuma postar neste blog sob a capa de Anónimo.
Parece que é director da filial do Algarve de uma empresa privada em situação económica dificil.
É militante (mas não de base) de um dos partidos da coligação do sr. Macário.

Anónimo disse...

Os votos em branco e os votos nulos, não chegarão juntos aos 4%, e não sei se conseguiriam cada um de per si eleger algum deputado em algum círculo eleitoral.
Por isso, votar branco é um voto inútil.
VOTE ÚTIL, MAS VOTE

Anónimo disse...

Não é agora que Apolinário quer resolver o problema.
Ele já levou por duas vezes à Assembleia Municipal este assunto, em finais de 2008 e outra vez este ano, das duas vezes o PSD chumbou o assunto.

Por acaso sabem que uma das obrigatoriedades dessa alteração é legal e que por causa disso a questão está à margem da lei pois já devia ter sido alterado o Estatuto da Empresa?
De quem é a responsabilidade ? Do PSD!

Estou para ver se numa manobra oportunística como já nos habituaram, o PSD vai agora votar a favor.

E NÃO SE ESQUEÇAM QUE FOI O PSD QUE EMPURROU A CÂMARA PARA A FORMAÇÃO DA FAGAR NO ANTERIOR MANDATO.
NÃO LAVEM AS MÃOS.

Anónimo disse...

O assunto que passo expor não é relacionado com este assunto ou é...
Tenho um estabelecimento comercial e pago de agua por um m/3 a modica quantia de 30.99€ sendo que 21.66 é para pagar resíduos sólidos.
Então admite-se que eu pague por 1 caixa de cartão que deito ao lixo de 8 em 8 dias tal quantia. Isto é pago o mesmo que o lixo que um grande restaurante da cidade deita por dia.
Uma casa comercial em Loule paga 7 € pelo mesmo serviço.
Desde que a FAGAR foi inventada que é esta pouca vergonha. Isto é para cobrir os altos salários dos respectivos administradores .Será que esta proposta é mais uma invenção para papar mais???